sicnot

Perfil

Mundo

Governo brasileiro sabia das obras que causaram o maior desastre ambiental do país

​O Governo do Estado de Minas Gerais vistoriou e recebeu informações sobre as obras numa barragem da empresa mineira Samarco, que causou o maior desastre ambiental do Brasil, noticia o jornal Folha de S.Paulo.

© Ricardo Moraes / Reuters

A Samarco, joint-venture das mineiras BHP Billiton e Vale, realizava obras supostamente irregulares quando uma barragem caiu em novembro do ano passado na cidade de Mariana, interior de Minas Gerais.

O acidente provocou 19 mortos e causou a poluição de centenas de quilómetros de um rio que corta o interior do Brasil até ao oceano Atlântico.

Segundo a edição de hoje da Folha, há documentos que demonstram que a Secretaria de Meio Ambiente teria fiscalizado as intervenções no reservatório alvo da tragédia pelo menos uma vez por ano de 2013 a 2015, embora diga em inquérito não ter recebido qualquer dado sobre as alterações no local.

O governo teria registado em autos de fiscalização das vistorias que as obras ocorriam e corroborou os atestados feitos por consultorias externas que garantiam a segurança.

Já a Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais disse ao jornal que o funcionário responsável pelas vistorias na barragem do Fundão, que caiu e causou o acidente, não tinha como atribuição "verificar qualquer alteração" na geometria do reservatório - apontada como causa do acidente.

O governo de Minas também afirmou que a responsabilidade de fiscalizar a segurança da estrutura é do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), do governo federal.

O DNPM alegou, por outro lado, que não tem responsabilidade já que a licença de funcionamento é dada pelo Estado.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.