sicnot

Perfil

Mundo

Air France prevê cancelar 20% dos voos na quinta-feira devido a greve

Reuters

© Christian Hartmann / Reuters

A companhia Air France anunciou hoje que na quinta-feira deverá cancelar cerca de 20% dos voos previstos, no segundo de sete dias de uma greve convocada por sindicatos do pessoal de cabine, em pleno verão.

Em comunicado, a Air France, que hoje cancelou 13% dos voos, indicou que 36% do pessoal de cabine estará em greve na quinta-feira.

A companhia aérea disse que tem intenção de manter "mais de 90%" das ligações intercontinentais, "mais de 70%" dos voos europeus com origem ou destino no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, e "mais de 80%" dos voos domésticos.

A Air France referiu ainda que pode ter de reduzir o número de passageiros em alguns aviões em que haja hospedeiras ou comissários de bordo em greve e que poderá também haver cancelamentos e atrasos de última hora.

Sobre a greve de hoje, a Air France indicou que as operações durante a manhã decorreram de acordo com o previsto.

A greve deverá prolongar-se até 2 de agosto e no centro do conflito laboral está a negociação do acordo coletivo, com o atual a expirar em outubro e a administração da empresa a querer prolongá-lo por mais 17 meses, um prazo que os sindicatos do setor consideram "insuficiente".

O grupo Air France-KLM anunciou hoje uma redução dos prejuízos no primeiro semestre para 114 milhões de euros, depois dos 638 milhões registados no mesmo período do ano passado.


Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19