sicnot

Perfil

Mundo

Homem que tentou assassinar Ronald Reagan vai ser libertado

John Hinckley, o homem que há 35 anos tentou assassinar o então Presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, vai ser libertado sob condições de um hospital psiquiátrico, decidiu hoje um juiz federal norte-americano.

Hinckley, 61 anos, poderá ser colocado em liberdade após 5 de agosto, e deverá designadamente residir em permanência em Williamsburg (Virgínia), 240 quilómetros a sul de Washington, ordenou o juiz Paul Friedman, segundo documentos judiciais obtidos pela agência noticiosa France Presse.

A ordem judicial coloca um conjunto de condições sobre "a licença de convalescença em tempo integral" de John Hinckley do hospital psiquiátrico St. Elizabeths em Washington.

O juiz precisou que as condições relacionadas com a sua libertação poderão ser suavizadas entre 12 a 18 meses após o fim da sua detenção, em função dos progressos.

O juiz federal Paul Friedman escreveu ainda que Hinckley já não representa uma ameaça para si mesmo ou para outros.

Hinckley tentou assassinar Reagan à saída do hotel Hilton de Washington em 30 de março de 1981, e atingiu gravemente mais três pessoas, incluindo o assessor de imprensa do Presidente James Brady que apesar das sequelas do grave incidente tornou-se um dos principais defensores do controlo de armas.

O atirador declarou que pretendia impressionar a então jovem atriz norte-americana Jodie Foster, por quem ficou obcecado depois de ver o filme "Taxi Driver" (1976), uma obra realizada por Martin Scorsese.

Há mais de 30 anos que está internado no hospital psiquiátrico St. Elizabeth's, na capital federal norte-americana.

Em abril de 2015, a sua psiquiatra, Deborah Giorgi-Guarnieri, assegurou no decurso de uma audiência judicial que o seu doente estava "preparado para uma saída em convalescença" e que "não representava perigo".

Durante o seu julgamento, em 1982, foi declarado "não culpado" por ser penalmente inimputável, e internado em St. Elizabeth's.

Na década de 1990 conseguiu autorização para realizar visitas domiciliárias supervisionadas e desde 2015 tinha a permissão de sair durante 17 dias por mês e sob condições para visitar a sua mãe de 90 anos no Estado da Virgínia.

Vários membros da família do ex-Presidente Ronald Reagan (1981-1989) sempre contestaram a libertação de Hinckley.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.