sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do segundo maior banco privado do Brasil suspeito de corrupção

A Justiça brasileira aceitou esta quinta-feira uma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente do segundo maior banco privado do Brasil, Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e outras nove pessoas por suspeita de envolvimento num esquema de corrupção.

O processo em causa iniciou-se após o desenvolvimento da Operação Zelotes, que investiga o pagamento de subornos em troca de decisões favoráveis no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

O Carf é o órgão do governo brasileiro que julga as multas praticadas pela Receita Federal contra empresas e contribuintes.

Luiz Carlos Trabuco e os outros envolvidos são acusados de praticar os crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, tráfico de influência, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Os investigadores suspeitam que o Bradesco tenha negociado a contratação de serviços de um grupo que corrompia conselheiros do Carf para livrar ou atenuar multas.

O processo aceite hoje pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara da Justiça Federal em Brasília, baseia-se em intercetações telefónicas de membros deste grupo, que indicariam uma negociação com o Bradesco, mediante o pagamento de suborno, do perdão de uma cobrança de 2,7 mil milhões e reais (740 milhões de euros).

Luiz Carlos Trabuco, o diretor vice-presidente do Bradesco Domingos Figueiredo de Abreu, e o diretor gerente e de relações com investidores do banco Luiz Carlos Angelotti, já haviam sido indiciados pela Polícia Federal em maio deste ano.

Na época, o Bradesco divulgou uma nota na qual informou que seus executivos não participaram e não contrataram os serviços do grupo investigado na Operação Zelotes.

Lusa

  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.