sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do segundo maior banco privado do Brasil suspeito de corrupção

A Justiça brasileira aceitou esta quinta-feira uma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente do segundo maior banco privado do Brasil, Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e outras nove pessoas por suspeita de envolvimento num esquema de corrupção.

O processo em causa iniciou-se após o desenvolvimento da Operação Zelotes, que investiga o pagamento de subornos em troca de decisões favoráveis no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

O Carf é o órgão do governo brasileiro que julga as multas praticadas pela Receita Federal contra empresas e contribuintes.

Luiz Carlos Trabuco e os outros envolvidos são acusados de praticar os crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, tráfico de influência, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Os investigadores suspeitam que o Bradesco tenha negociado a contratação de serviços de um grupo que corrompia conselheiros do Carf para livrar ou atenuar multas.

O processo aceite hoje pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara da Justiça Federal em Brasília, baseia-se em intercetações telefónicas de membros deste grupo, que indicariam uma negociação com o Bradesco, mediante o pagamento de suborno, do perdão de uma cobrança de 2,7 mil milhões e reais (740 milhões de euros).

Luiz Carlos Trabuco, o diretor vice-presidente do Bradesco Domingos Figueiredo de Abreu, e o diretor gerente e de relações com investidores do banco Luiz Carlos Angelotti, já haviam sido indiciados pela Polícia Federal em maio deste ano.

Na época, o Bradesco divulgou uma nota na qual informou que seus executivos não participaram e não contrataram os serviços do grupo investigado na Operação Zelotes.

Lusa

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.