sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do segundo maior banco privado do Brasil suspeito de corrupção

A Justiça brasileira aceitou esta quinta-feira uma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente do segundo maior banco privado do Brasil, Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e outras nove pessoas por suspeita de envolvimento num esquema de corrupção.

O processo em causa iniciou-se após o desenvolvimento da Operação Zelotes, que investiga o pagamento de subornos em troca de decisões favoráveis no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

O Carf é o órgão do governo brasileiro que julga as multas praticadas pela Receita Federal contra empresas e contribuintes.

Luiz Carlos Trabuco e os outros envolvidos são acusados de praticar os crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, tráfico de influência, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Os investigadores suspeitam que o Bradesco tenha negociado a contratação de serviços de um grupo que corrompia conselheiros do Carf para livrar ou atenuar multas.

O processo aceite hoje pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara da Justiça Federal em Brasília, baseia-se em intercetações telefónicas de membros deste grupo, que indicariam uma negociação com o Bradesco, mediante o pagamento de suborno, do perdão de uma cobrança de 2,7 mil milhões e reais (740 milhões de euros).

Luiz Carlos Trabuco, o diretor vice-presidente do Bradesco Domingos Figueiredo de Abreu, e o diretor gerente e de relações com investidores do banco Luiz Carlos Angelotti, já haviam sido indiciados pela Polícia Federal em maio deste ano.

Na época, o Bradesco divulgou uma nota na qual informou que seus executivos não participaram e não contrataram os serviços do grupo investigado na Operação Zelotes.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.