sicnot

Perfil

Mundo

Muçulmanos de França convidados para homenagem a padre assassinado

© Pascal Rossignol / Reuters

A comunidade muçulmana de França foi convidada a participar nas cerimónias católicas de hoje em homenagem ao padre assassinado na semana passada por dois terroristas de 19 anos.

Missas serão celebradas por todo o país em memória do padre octogenário Jacques Hamel, morto por dois jovens de 19 anos que atacaram uma igreja na Normandia e que reivindicaram a sua ligação ao grupo extremista Daesh, que confirmou a relação.

"Somos todos católicos de França", disse Anouar Kbibech, chefe do Conselho Muçulmano francês, numa expressão de união após o ataque.

O Conselho Muçulmano disse que ao assistir este domingo às cerimónias católicas os muçulmanos mostrariam a sua "solidariedade e compaixão".

Os dois terroristas de 19 anos foram abatidos pela polícia depois de terem feito cinco reféns na igreja e de terem assassinado o padre.

Um dos jovens era Abel Malik Petitjean e estava referenciado pela polícia desde finais de junho por ter tentado juntar-se à jihad islâmica e por suspeita de radicalização. O outro era Adel Kermiche, nascido em território francês.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.