sicnot

Perfil

Mundo

Muçulmanos de França convidados para homenagem a padre assassinado

© Pascal Rossignol / Reuters

A comunidade muçulmana de França foi convidada a participar nas cerimónias católicas de hoje em homenagem ao padre assassinado na semana passada por dois terroristas de 19 anos.

Missas serão celebradas por todo o país em memória do padre octogenário Jacques Hamel, morto por dois jovens de 19 anos que atacaram uma igreja na Normandia e que reivindicaram a sua ligação ao grupo extremista Daesh, que confirmou a relação.

"Somos todos católicos de França", disse Anouar Kbibech, chefe do Conselho Muçulmano francês, numa expressão de união após o ataque.

O Conselho Muçulmano disse que ao assistir este domingo às cerimónias católicas os muçulmanos mostrariam a sua "solidariedade e compaixão".

Os dois terroristas de 19 anos foram abatidos pela polícia depois de terem feito cinco reféns na igreja e de terem assassinado o padre.

Um dos jovens era Abel Malik Petitjean e estava referenciado pela polícia desde finais de junho por ter tentado juntar-se à jihad islâmica e por suspeita de radicalização. O outro era Adel Kermiche, nascido em território francês.

Lusa

  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52