sicnot

Perfil

Mundo

Guterres vai a votos no Conselho de Segurança da ONU na sexta-feira

Os membros do Conselho Segurança das Nações Unidas votam esta sexta-feira, pela segunda vez, em António Guterres e nos restantes 11 candidatos para secretário-geral da organização, confirmou fonte diplomática à Lusa.

© Pierre Albouy / Reuters

Durante a votação, cada um dos 15 membros do conselho indicará se "encoraja", "desencoraja" ou "não tem opinião" sobre os candidatos.

Na primeira votação, que ocorreu a 21 de julho em Nova Iorque, o ex-primeiro-ministro português ficou à frente da corrida, seguido do ex-Presidente esloveno Danilo Turk.

António Guterres não teve nenhum voto contra a sua candidatura nesta primeira votação, confirmou na altura uma fonte diplomática à Lusa.

O português recebeu 12 votos de encorajamento, seguido do esloveno Danilo Turk, que recebeu 11. Mas enquanto Turk teve dois votos "desencoraja", António Guterres não teve nenhum.

Este facto pode ser decisivo na eleição, uma vez que o novo secretário-geral precisa da aprovação de todos os cinco membros permanentes (Estados Unidos da América, Reino Unido, Rússia, França e China), que têm poder de veto.

Depois de Turk e Guterres, seguiu-se a ex-ministra dos Negócios Estrangeiros búlgara e diretora da UNESCO, Irina Bokova, com nove votos de encorajamento e quatro de desencorajamento.

Seguiu-se Vuk Jeremic, da Sérvia, e Helen Clark, da Nova Zelândia.

Os últimos lugares ficaram para Miroslav Lajcak (da Eslováquia), Susana Malcorra (Argentina), Christiana Figueres (Costa Rica), Natalia Gherman (Moldávia) e Igor Luksic (Montenegro). Vesna Pusic, da Croácia, ficou em último, com 11 votos negativos.

"É um resultado extremamente positivo, dada a grande qualidade das outras candidaturas apresentadas. É um estímulo claríssimo para a candidatura do engenheiro Guterres e a confirmação de que é particularmente habilitado para o cargo de secretário-geral", disse na altura o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, à Lusa.

Neste momento, existem 12 candidatos ao cargo, metade dos quais mulheres.

A organização espera ter encontrado o sucessor de Ban Ki-moon, que termina o seu segundo mandato no final do ano, durante o outono.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.