sicnot

Perfil

Mundo

Alemãs detidas em Espanha depois de flashmob desencadear alerta terrorista

Platja d'Aro, Espanha

© Albert Gea / Reuters

Cinco jovens alemãs foram detidas após uma tentativa (sem sucesso) de concentração instantânea (flashmob) numa estância balnear em Espanha, que desencadeou um alerta de terrorismo, indicou a polícia.

As cinco eram monitoras de um grupo de adolescentes em férias e organizaram para terça-feira à noite, em Platja d'Aro, a flashmob em que uma pessoa fingia ser uma celebridade e as outras a perseguiam, gritando enquanto tentavam tirar-lhe fotografias, como se fossem paparazzi.

Os muitos veraneantes que se encontravam na marginal entraram em pânico, temendo que estivesse a ocorrer um ataque terrorista, e desataram a fugir.

Vídeos e fotos nas redes sociais mostraram pessoas a correr pelas ruas cheias de medo, algumas delas de crianças a chorar. Outras refugiaram-se em restaurantes, derrubando a loiça que se encontrava em cima das mesas e se estilhaçava no chão.

Onze pessoas receberam tratamento para escoriações e ataques de pânico na sequência da flashmob - um evento em que um grupo de pessoas de repente se reúne num local público, desempenha uma ação insólita por um breve período de tempo e depois rapidamente dispersa.

O fenómeno ocorreu pouco depois de um ataque em Nice, na Riviera Francesa, a 14 de julho, em que um homem matou 84 pessoas conduzindo um camião de encontro à multidão.

"Há brincadeiras que não são aceitáveis", escreveu o presidente regional, Carles Puigdemont, na rede social Twitter.

Pep Sole, um vereador de Platja d'Aro, disse à rádio local que as jovens alemãs podiam esperar uma punição pelos distúrbios que causaram.

"A minha intenção e a da maioria do município é que haja consequências, para que elas entendam que não podem fazer aquilo outra vez", disse Sole.

As cinco raparigas, com idades entre os 20 e os 25 anos, foram interrogadas por um juiz que decidiu libertá-las mas lhes pediu que ficassem ao dispor das autoridades enquanto prossegue uma investigação sobre alegada desordem pública, indicou uma fonte judicial.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.