sicnot

Perfil

Mundo

Alemãs detidas em Espanha depois de flashmob desencadear alerta terrorista

Platja d'Aro, Espanha

© Albert Gea / Reuters

Cinco jovens alemãs foram detidas após uma tentativa (sem sucesso) de concentração instantânea (flashmob) numa estância balnear em Espanha, que desencadeou um alerta de terrorismo, indicou a polícia.

As cinco eram monitoras de um grupo de adolescentes em férias e organizaram para terça-feira à noite, em Platja d'Aro, a flashmob em que uma pessoa fingia ser uma celebridade e as outras a perseguiam, gritando enquanto tentavam tirar-lhe fotografias, como se fossem paparazzi.

Os muitos veraneantes que se encontravam na marginal entraram em pânico, temendo que estivesse a ocorrer um ataque terrorista, e desataram a fugir.

Vídeos e fotos nas redes sociais mostraram pessoas a correr pelas ruas cheias de medo, algumas delas de crianças a chorar. Outras refugiaram-se em restaurantes, derrubando a loiça que se encontrava em cima das mesas e se estilhaçava no chão.

Onze pessoas receberam tratamento para escoriações e ataques de pânico na sequência da flashmob - um evento em que um grupo de pessoas de repente se reúne num local público, desempenha uma ação insólita por um breve período de tempo e depois rapidamente dispersa.

O fenómeno ocorreu pouco depois de um ataque em Nice, na Riviera Francesa, a 14 de julho, em que um homem matou 84 pessoas conduzindo um camião de encontro à multidão.

"Há brincadeiras que não são aceitáveis", escreveu o presidente regional, Carles Puigdemont, na rede social Twitter.

Pep Sole, um vereador de Platja d'Aro, disse à rádio local que as jovens alemãs podiam esperar uma punição pelos distúrbios que causaram.

"A minha intenção e a da maioria do município é que haja consequências, para que elas entendam que não podem fazer aquilo outra vez", disse Sole.

As cinco raparigas, com idades entre os 20 e os 25 anos, foram interrogadas por um juiz que decidiu libertá-las mas lhes pediu que ficassem ao dispor das autoridades enquanto prossegue uma investigação sobre alegada desordem pública, indicou uma fonte judicial.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.