sicnot

Perfil

Mundo

Alemãs detidas em Espanha depois de flashmob desencadear alerta terrorista

Platja d'Aro, Espanha

© Albert Gea / Reuters

Cinco jovens alemãs foram detidas após uma tentativa (sem sucesso) de concentração instantânea (flashmob) numa estância balnear em Espanha, que desencadeou um alerta de terrorismo, indicou a polícia.

As cinco eram monitoras de um grupo de adolescentes em férias e organizaram para terça-feira à noite, em Platja d'Aro, a flashmob em que uma pessoa fingia ser uma celebridade e as outras a perseguiam, gritando enquanto tentavam tirar-lhe fotografias, como se fossem paparazzi.

Os muitos veraneantes que se encontravam na marginal entraram em pânico, temendo que estivesse a ocorrer um ataque terrorista, e desataram a fugir.

Vídeos e fotos nas redes sociais mostraram pessoas a correr pelas ruas cheias de medo, algumas delas de crianças a chorar. Outras refugiaram-se em restaurantes, derrubando a loiça que se encontrava em cima das mesas e se estilhaçava no chão.

Onze pessoas receberam tratamento para escoriações e ataques de pânico na sequência da flashmob - um evento em que um grupo de pessoas de repente se reúne num local público, desempenha uma ação insólita por um breve período de tempo e depois rapidamente dispersa.

O fenómeno ocorreu pouco depois de um ataque em Nice, na Riviera Francesa, a 14 de julho, em que um homem matou 84 pessoas conduzindo um camião de encontro à multidão.

"Há brincadeiras que não são aceitáveis", escreveu o presidente regional, Carles Puigdemont, na rede social Twitter.

Pep Sole, um vereador de Platja d'Aro, disse à rádio local que as jovens alemãs podiam esperar uma punição pelos distúrbios que causaram.

"A minha intenção e a da maioria do município é que haja consequências, para que elas entendam que não podem fazer aquilo outra vez", disse Sole.

As cinco raparigas, com idades entre os 20 e os 25 anos, foram interrogadas por um juiz que decidiu libertá-las mas lhes pediu que ficassem ao dispor das autoridades enquanto prossegue uma investigação sobre alegada desordem pública, indicou uma fonte judicial.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.