sicnot

Perfil

Mundo

Dois ex-espiões jugoslavos condenados a prisão perpétua na Alemanha

O último chefe dos serviços de informações jugoslavos e o seu antigo adjunto foram hoje condenados por um tribunal alemão a prisão perpétua pela morte de um dissidente croata na então República Federal da Alemanha, em 1983.

O tribunal de Munique reconheceu Zdrakvo Mustac, de 74 anos, culpado de ter solicitado ao seu adjunto Josip Perkovic, de 71, para "planificar a preparar" a morte de Stjepan Djurekovic, um opositor ao regime socialista jugoslavo.

A vítima foi crivada de balas e agredida com um cutelo por três assaltantes não identificados numa garagem onde estava instalada uma oficina de impressão em Wolfratshausen (sul), perto de Munique.

Segundo a acusação, o objetivo do crime foi reduzir Stjepan Djurekovic ao silêncio, que dispunha de informações comprometedoras sobre o filho de um destacado responsável político jugoslavo.

Os dois acusados foram entregues à justiça alemã em 2014, na sequência de um mandado de captura europeu que a Croácia, membro da União Europeia (UE) desde julho de 2013, foi forçada a respeitar.

O Governo croata opunha-se ao julgamento dos dois homens na Alemanha e pouco antes da sua adesão à UE fez votar uma lei que proibia a extradição dos seus cidadãos por ocorrências registadas antes de agosto de 2002.

O caso degradou na ocasião as relações entre Zagreb e Berlim, mas sob pressão dos parceiros europeus a Croácia foi forçada a alterar a lei, abrindo caminho à extradição dos dois acusados.

Lusa

  • Senegal surpreende e vence a Polónia por 2-1

    Mundial 2018 / Polónia

    O Senegal venceu hoje a Polónia por 2-1 num jogo a contar para o grupo H do Mundial da Rússia. Na primeira parte, os "leões de Teranga" beneficiaram de um golo na própria baliza marcado por Thiago Cionek aos 37 minutos. A vantagem no marcador veio trazer estabilidade ao Senegal que conseguiu firmar a superioridade com um golo de M´Baye Niang aos 60 minutos. Perto do final do jogo, o polaco Grzeg Krychowiak marcou na baliza de Khadim N'Diaye, mas foi insuficiente para derrotar o Senegal.

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Achilles, o gato que adivinha os resultados do Mundial
    0:44

    Desporto

    Depois do polvo Paul no Mundial de 2010 e do elefante Zella no Europeu de 2016, este ano, o gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. O felino acertou na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita e já fez a aposta para a partida entre os russos e o Egipto, que decorre esta terça-feira, a partir das 19:00.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.