sicnot

Perfil

Mundo

Um morto e cinco feridos em ataque com faca no centro de Londres

© Russell Boyce / Reuters (Arquivo)

Uma mulher morreu e pelo menos outras cinco pessoas ficaram feridas num ataque com faca no centro de Londres na noite de quarta-feira, informaram hoje vários órgãos de comunicação social.

Segundo a Press Association, um homem foi detido depois de a polícia ter disparado contra ele com uma pistola elétrica na sequência do incidente, ocorrido em Russel Square, pelas 22:30 locais (mesma hora em Lisboa).

Até seis pessoas foram encontradas feridas no local e uma delas, uma mulher, foi declarada morta pouco tempo depois.

A hipótese de terrorismo não está excluída, disse a polícia metropolitana de Londres.

"Terrorismo é uma das hipóteses que está a ser explorada nesta fase", lê-se num comunicado da polícia, citado pelos meios de comunicação social britânicos.

A polícia de Londres disse hoje que problemas mentais de um rapaz de 19 anos foram um "fator significativo" no ataque com faca na noite de quarta-feira no centro da cidade, que resultou num morto e cinco feridos.

Um jovem de 19 anos foi detido às 22:39, depois de ter sido imobilizado com uma pistola elétrica ('taser'), segundo a polícia, que revelou que a saúde mental do rapaz foi um "fator significativo" no ataque.

"É claro que, nesta fase, devemos manter a mente aberta e, consequentemente, o terrorismo como uma motivação [para o ataque] permanece (...) como linha de investigação para nós explorarmos", disse um comissário da Scotland Yard, Mark Rowley, numa declaração aos jornalistas no local do incidente, Russel Square, no centro de Londres.

A polícia foi chamada ao local pelas 22:33 de quarta-feira, após informação de que um homem estava a atacar pessoas com uma faca, noticiou a BBC.

Uma das vítimas, uma mulher na casa dos 60 anos, foi assistida no local, mas declarada morta pouco tempo depois.

Mark Rowley disse que uma mulher e quatro homens sofreram vários ferimentos no ataque.

A unidade de homicídios da polícia metropolitana iniciou uma investigação, apoiada pela unidade antiterrorismo, afirmou ainda.

Com Lusa

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato. 

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.