sicnot

Perfil

Mundo

Angola oficializa adesão a acordo internacional para proteger gorilas

© Kenny Katombe / Reuters

Angola oficializou apenas em julho a adesão a um acordo internacional para proteção dos gorilas, com a publicação da respetiva resolução sobre o documento, que já tinha sido aprovado no parlamento em 2013.

Em causa está a resolução 30/16, da Assembleia Nacional, de 27 de julho de 2016, a que a Lusa teve hoje acesso, aprovando a adesão de Angola ao Acordo sobre a Conservação dos Gorilas e seus Habitats, que por esse motivo só a partir de agora entrou em vigor.

O documento refere que o habitat destes gorilas em Angola está concentrado na floresta do Maiombe, no enclave de Cabinda.

O acordo, que abrange 10 países africanos e que entrou em vigor em junho de 2008, obriga as partes aderentes à adoção de um plano de ação de proteção e conservação de todas a espécies e subespécies de gorilas.

Os países comprometem-se também com medidas para a conservação de habitats, gestão de atividades humanas e redução dos conflitos entre humanos e gorilas, bem como a investigação e monitorização, por estarem em risco de extinção.

Em 2014, a secretaria da Convenção sobre a Conservação das Espécies Migratórias de Animais Selvagens (CMS), anunciou a formalização da adesão do Uganda a este tratado, para a proteção dos gorilas, tornando-se então o sétimo país. Restava Angola, os Camarões e a Guiné Equatorial.

No preâmbulo do documento ratificado e publicado pelo parlamento angolano, justifica-se a adesão ao acordo pela "natureza transfronteiriça do habitat dos gorilas", a ameaça de extinção da espécie e a necessidade de desenvolver políticas de proteção coordenadas internacionalmente.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.