sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 200 mexicanos retidos há vários dias no aeroporto de Madrid

© Juan Medina / Reuters

Perto de 200 cidadãos mexicanos estão retidos há vários dias, nalguns casos há duas semanas, no Aeroporto de Barajas, em Madrid, à espera de vaga num voo de regresso a casa. Em comum têm o facto de terem adquirido um bilhete da Aeromexico de baixo custo, disponível apenas para funcionários da companhia aérea ou familiares. Estes bilhetes têm a particularidade de só darem acesso a voos nos quais haja lugares disponíveis, o que nem sempre acontece nesta altura do ano.

A Aeromexico alega que estes passageiros foram aconselhados a não viajar durante a época alta e que não seguiram essa recomendação. São muitos os que pernoitam no Aeroporto de Barajas, por não terem dinheiro para pagar um quarto nos estabelecimentos hoteleiros da capital espanhola.

De acordo com a agência Efe, a Aeromexico já recusou um pedido de 183 passageiros mexicanos para que a companhia aérea organizasse um voo extra de modo a que conseguissem regressar a casa.

Vários passageiros enviaram também um pedido de ajuda à embaixada do México em Madrid, mas até agora sem efeito, com o argumento de que não seria possível dar resposta a "um problema recorrente com a companhia Aeromexico".

Dulce Olveda, de 65 anos, disse ao jornal El País, que "muitas pessoas já não têm dinheiro para sobreviver".

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.