sicnot

Perfil

Mundo

Bélgica abre inquérito por "tentativa de homicídio terrorista" a duas agentes

Bélgica abre inquérito por "tentativa de homicídio terrorista" a duas agentes

Duas agentes da polícia belga foram atacadas com uma faca de mato numa cidade no sudoeste do país. O primeiro-ministro da Bélgica diz que os primeiros indícios apontam para ataque terrorista.

"Fomos informados pelo Ministério Público federal do início de um inquérito por tentativa de homicídio terrorista (...) tendo em conta um determinado número de elementos que surgiram de imediato", disse Michel à imprensa referindo-se ao facto de o atacante, abatido pela polícia, ter gritado "Allahu Akbar" (Deus é grande, em árabe).

O ataque ocorreu no sábado à tarde em Charleroi, no sudeste da Bélgica, quando um homem se aproximou de uma esquadra do centro da cidade e esfaqueou as duas agentes, uma das quais sofreu ferimentos graves na cabeça e no rosto.

Um terceiro polícia disparou sobre o homem, ferindo-o no tórax e numa perna. Transportado ao hospital, acabou por morrer.

O atacante não era conhecido das autoridades.

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52
    Tempo Extra

    Tempo Extra

    3ª FEIRA 23:00

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que o blogue de Hugo Gil, associado ao Benfica, partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31
  • Governo vai proibir refeições nos monumentos com estatuto de panteão
    0:53

    País

    O Governo vai acabar com as refeições no Panteão Nacional e em edifícios com estatuto semelhante, como os mosteiros dos Jerónimos e da Batalha. A decisão foi anunciada esta terça-feira pelo ministro da Cultura, no Parlamento. Luís Filipe Castro Mendes esclareceu que a decisão surge no âmbito da revisão do regulamento sobre os monumentos.

  • O Futuro Hoje na maior feira eletrónica de consumo do mundo
    5:14