sicnot

Perfil

Mundo

Homem que escalou torre Trump constituído arguido

O homem americano que escalou quarta-feira a torre Trump em Nova Iorque com ventosas - que serve como sede de candidatura e onde vive o candidato republicano à Casa Branca - foi constituído arguido, anunciou a polícia.

Stephen Rogata, de 20 anos e habitante em Great Falls, no Estado de Virgínia, foi preso pela polícia quando escalava a fachada do arranha-céus e ficou retido no interior do edifício quando as forças de segurança abriram uma janela do 21.º andar, depois de três horas a subir.

A polícia de Nova Iorque anunciou hoje que Rogata foi preso e acusado por negligência e violação da propriedade privada.

Segundo a polícia, o jovem queria conhecer Donald Trump, que não estava em Nova Iorque na quarta-feira, uma vez que está em campanha para as eleições presidenciais de novembro por várias cidades dos Estados Unidos.

O empresário elogiou na quarta-feira à noite na rede social Twitter o "trabalho fantástico" da polícia "para proteger as pessoas e salvar o alpinista".

O jovem, cuja identidade não foi revelada oficialmente, utilizou cinco ventosas para escalar a torre de vidro do magnata do imobiliário. O arranha-céus mede mais de 200 metros de altura e tem 68 andares.

Donald Trump vive num triplex nos três últimos andares do prédio situado na quinta avenida. Também é a sede do seu grupo e da equipa da sua campanha política.

Depois de ser interpelado pela polícia, Stephen Rogata foi levado para um hospital para ser examinado.

Num vídeo publicado na rede social de partilha de vídeos Youtube com o nome "Mensagem ao Sr. Trump (por que é que escalei a sua torre)", um homem com a cara parcialmente escondida por uma camisola com capuz apela aos americanos a votarem no candidato republicano.

Lusa

  • Homem de 20 anos escala Trump Tower em Nova Iorque
    0:47

    Eleições EUA 2016

    Nos Estados Unidos da América, um homem escalou a Trump Tower em Nova Iorque durante 3 horas para tentar conhecer o candidato à presidência Donald Trump que vive nos últimos andares do edifício. O homem de 20 anos só parou a subida quando foi capturado por forças de segurança através de uma janela. De acordo com a polícia, o jovem não tinha intenção de ferir ninguém, só queria mesmo falar com Trump.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.