sicnot

Perfil

Mundo

Homem que escalou torre Trump constituído arguido

O homem americano que escalou quarta-feira a torre Trump em Nova Iorque com ventosas - que serve como sede de candidatura e onde vive o candidato republicano à Casa Branca - foi constituído arguido, anunciou a polícia.

Stephen Rogata, de 20 anos e habitante em Great Falls, no Estado de Virgínia, foi preso pela polícia quando escalava a fachada do arranha-céus e ficou retido no interior do edifício quando as forças de segurança abriram uma janela do 21.º andar, depois de três horas a subir.

A polícia de Nova Iorque anunciou hoje que Rogata foi preso e acusado por negligência e violação da propriedade privada.

Segundo a polícia, o jovem queria conhecer Donald Trump, que não estava em Nova Iorque na quarta-feira, uma vez que está em campanha para as eleições presidenciais de novembro por várias cidades dos Estados Unidos.

O empresário elogiou na quarta-feira à noite na rede social Twitter o "trabalho fantástico" da polícia "para proteger as pessoas e salvar o alpinista".

O jovem, cuja identidade não foi revelada oficialmente, utilizou cinco ventosas para escalar a torre de vidro do magnata do imobiliário. O arranha-céus mede mais de 200 metros de altura e tem 68 andares.

Donald Trump vive num triplex nos três últimos andares do prédio situado na quinta avenida. Também é a sede do seu grupo e da equipa da sua campanha política.

Depois de ser interpelado pela polícia, Stephen Rogata foi levado para um hospital para ser examinado.

Num vídeo publicado na rede social de partilha de vídeos Youtube com o nome "Mensagem ao Sr. Trump (por que é que escalei a sua torre)", um homem com a cara parcialmente escondida por uma camisola com capuz apela aos americanos a votarem no candidato republicano.

Lusa

  • Homem de 20 anos escala Trump Tower em Nova Iorque
    0:47

    Eleições EUA 2016

    Nos Estados Unidos da América, um homem escalou a Trump Tower em Nova Iorque durante 3 horas para tentar conhecer o candidato à presidência Donald Trump que vive nos últimos andares do edifício. O homem de 20 anos só parou a subida quando foi capturado por forças de segurança através de uma janela. De acordo com a polícia, o jovem não tinha intenção de ferir ninguém, só queria mesmo falar com Trump.

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.