sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades belgas detêm três suspeitos de terrorismo, buscas em oito residências em Bruxelas

Virginia Mayo / AP

As forças de segurança belgas detiveram na quinta-feira à noite três pessoas e efetuaram buscas em oito residências em Bruxelas, numa operação antiterrorista, informou hoje o ministério público federal da Bélgica.

O juiz, especializado em casos de terrorismo e que lidera a investigação, ordenou as buscas a seis apartamentos em Laeken, um em Evere e outro em Anderlecht.

Na operação, na qual participou a polícia judiciária de Bruxelas, não foram encontrados explosivos e foram detidas três pessoas, identificadas como Wassime A., Asma A. e Malkia B.

O juiz de instrução vai decidir, ainda hoje, se ficam sob detenção ou em liberdade.

O ministério público federal belga informou que não dará mais pormenores das buscas efetuadas para não comprometer a investigação.

A 22 de março, a Bélgica foi palco de dois atentados terroristas no aeroporto de Zaventem e na estação de metropolitano de Maelbeek, que causaram 32 mortos e centenas de feridos.

Nos meses seguintes aos ataques sucederam-se várias ameaças de bomba falsas e multiplicaram-se as operações policiais.

Em pelo menos duas ocasiões a polícia federal belga anunciou a detenção de vários suspeitos que alegadamente planeavam cometer novos atentados no país, incluindo durante o campeonato europeu de futebol.

A entidade de coordenação de análise de ameaça belga decidiu manter o alerta de risco de atentado terrorista no níverl três numa escala de quatro, o que implica medidas de segurança reforçadas e presença militar nas ruas.

Lusa

  • Fogo em Sabrosa entrou em fase de resolução

    País

    O incêndio que deflagrou terça-feira em Vilela do Douro, Sabrosa, distrito de Vila Real, entrou a meio da manhã de hoje em fase de resolução, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

  • Governo garante reforço das verbas para defesa da floresta até ao fim do ano
    2:37

    País

    O Governo rejeitou centenas de candidaturas com projetos para a prevenção de incêndios florestais, por falta de verbas. Perante a situação, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Agricultura sobre as reprovações. Contudo, contactado pela SIC, o ministro Capoulas Santos garantiu que o programa de desenvolvimento rural está a ser reajustado e, até ao final do ano, está previsto o reforço de verbas.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.