sicnot

Perfil

Mundo

Julho foi o mês mais quente de sempre

© Vasily Fedosenko / Reuters

A Terra atingiu no passado mês de julho as temperaturas mais elevadas desde que há registos, segundo a NASA. A agência espacial norte-americana estima que a média de temperaturas tenha sido 0,84 graus Celsius mais elevada do que a média global verificada no mesmo mês entre 1950 e1980.

Os dados apurados pela NASA permitem concluir também que julho de 2016 ultrapassou em 0,18 graus o anterior recorde registado em julho de 2011 e julho 2015, que registaram valores praticamente semelhantes e que foram considerados até agora os dois meses mais quentes de sempre, explicou à agência Reuters Gavin Schmidt, investigador da NASA.

À semelhança de outros estudos, a agência espacial norte-americana responsabiliza a ação do Homem, nomeadamente a queima de combustíveis fósseis, como grande responsável pela subida global da temperatura na Terra.

De acordo com a NASA, antes deste recorde verificado em julho deste ano, julho de 2011, julho de 2015, julho de 2009 e agosto 2014 foram os meses com temperaturas mais elevadas.

  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07