sicnot

Perfil

Mundo

Terceira votação sobre candidatos a secretário-geral da ONU a 29 de agosto

© Denis Balibouse / Reuters

Os membros do Conselho Segurança da ONU vão fazer em 29 de agosto uma terceira votação informal sobre os candidatos a secretário-geral da organização, que incluem o ex-primeiro-ministro português António Guterres, confirmou fonte diplomática à Lusa.

Nas primeiras duas votações, que ocorreram a 21 de julho e 5 de agosto em Nova Iorque, António Guterres foi o candidato mais apoiado.

Durante a votação, cada um dos 15 membros do Conselho de Segurança indica se "encoraja", "desencoraja" ou se "não tem opinião" sobre os candidatos.

Na primeira votação, Guterres recebeu 12 votos de encorajamento e nenhum de desencorajamento. Na segunda, teve 11 votos "encoraja", dois votos "não tem opinião" e dois "desencoraja".

Na primeira votação, o ex-primeiro-ministro português foi seguido pelo ex-presidente da Eslovénia, Danilo Turk, que desceu para o quarto lugar na segunda votação. Vuk Jeremic, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia, alcançou o segundo lugar na segunda votação com oito votos favoráveis e quatro "desencoraja".

Uma vez que o novo secretário-geral precisa da aprovação de todos os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, França e China), o facto mais relevante na segunda votação foi a multiplicação de votos desfavoráveis.

Neste momento, existem 11 candidatos ao cargo, metade dos quais mulheres.

Até ao momento, a ex-ministra croata Vesna Pusic foi a única que desistiu da corrida.

O Conselho de Segurança continuará a realizar votações informais sobre os candidatos até que um surja como consensual, devendo depois o conselho recomendar um nome para aprovação pela Assembleia-Geral da ONU, que reúne representantes de 193 países.

A organização espera ter encontrado o sucessor de Ban Ki-moon, que termina o seu segundo mandato no final do ano, durante o outono.

Apesar de ter uma função essencialmente de representação e mediação - o Conselho de Segurança é o órgão decisório das Nações Unidas - o secretário-geral da ONU comanda uma estrutura com 41.000 funcionários civis, com um orçamento anual de cerca de 2,7 mil milhões de dólares (2,41 mil milhões de euros) e coordena a administração das 16 operações de manutenção de paz (capacetes azuis) que a ONU tem atualmente no terreno, que mobilizam mais de 101.000 militares e polícias, com um orçamento de cerca de oito mil milhões de dólares (7,15 mil milhões de euros).

Lusa

  • Guterres cada vez mais perto de chefiar a ONU
    2:22

    Mundo

    António Guterres está cada vez mais perto de ser Secretário-Geral das Nações Unidas. Na segunda votação realizada esta sexta-feira 11 dos 15 membros do Conselho de Segurança concederam a Guterres o chamado o voto de encorajamento. O processo só deverá estar concluído em Novembro, numa altura em que passarão 15 anos desde que deixou a política nacional.

  • Guterres, o mais votado pela segunda vez
    1:52

    Mundo

    António Guterres voltou a ser o mais votado no Conselho de Segurança da ONU, na corrida à sucessão de Ban Ki-moon. O ex-primeiro-ministro obteve 11 votos de encorajamento em 15 possíveis; dois votos de desencorajamento e três neutros.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Abate de animais nos canis proibido a partir de setembro
    1:35

    País

    O abate de animais nos canis passa a ser proibido a partir de setembro. Só em 2017, foram mortos cerca de 12 mil cães e gatos, uma média de um abate por hora. O Governo lançou um programa de incentivos financeiros de um milhão de euros, que ainda está a decorrer.

  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57