sicnot

Perfil

Mundo

Duas crianças e um homem mortos por fios de papagaios na Índia

Duas crianças e um homem morreram na capital indiana, Nova Deli, depois de sofrerem ferimentos graves na garganta provocados por fios de fibra de vidro utilizados em papagaios de papel, divulgou a polícia local esta quarta-feira.

As mortes ocorreram durante os festejos do Dia da Independência, assinalado na segunda-feira.

Após estes incidentes, as autoridades indianas decidiram proibir, com efeito imediato, a produção, venda e armazenamento deste tipo de fio, muito cortante e utilizado para "combates" entre papagaios de papel.

O governo de Nova Deli informou que quem utilizar este tipo de fio, conhecido localmente como manjha, pode enfrentar uma pena de prisão até cinco anos e uma coima de 100.000 rupias (cerca de 1,500 dólares, 1,330 euros).

As duas crianças, com quatro e seis anos de idade, morreram em dois incidentes separados, quando colocaram a cabeça de fora dos tetos solares dos automóveis em que seguiam para observarem os papagaios.

As crianças "ficaram enredadas nos fios mortais", explicou, em declarações à agência noticiosa francesa AFP, o comissário adjunto da polícia da zona oeste de Nova Deli, Pushpender Kumar.

O homem de 22 anos morreu da mesma forma quando circulava de mota, indicou outro elemento da polícia local.

Ninguém foi detido por causa destas mortes.

Outra criança de cinco anos e um agente da polícia também ficaram gravemente feridos em outros incidentes envolvendo este tipo de fio, segundo acrescentaram fontes locais.

O lançamento de papagaios de papel é uma prática muito popular durante os festejos do Dia da Independência.

Na semana passada, o Supremo Tribunal de Nova Deli apelou às autoridades locais para tentarem sensibilizar a população para os perigos da utilização deste tipo de fio, indicando na mesma altura que tinham sido registadas várias vítimas mortais nos últimos anos naquele estado e em outros dois estados vizinhos.

Após a ocorrência de vários acidentes, alguns estados indianos decidiram proibir a utilização destes fios.

Lusa

  • Roger Moore, o ator que foi 007 e um Santo
    1:26

    Cultura

    Morreu Roger Moore. O ator britânico tinha 89 anos e morreu na Suíça, vítima de cancro. Ficou conhecido pelo mítico papel de James Bond entre os anos 70 e 80, tendo sido o ator que mais tempo se manteve no papel. Em 2003, foi condecorado pela rainha Isabel II e tornou-se Sir Roger Moore.

  • Ucrânia limita utilização do russo na televisão

    Mundo

    O Parlamento da Ucrânia aprovou esta terça-feira uma lei que determina que três quartos dos programas televisivos dos canais nacionais devem ser transmitidos em ucraniano, medida que visa limitar o uso da língua russa naquele país.