sicnot

Perfil

Mundo

Quatro extremistas mortos em operação da secreta russa em São Petersburgo

Quatro presumíveis membros de um grupo extremista islâmico do norte do Cáucaso foram mortos esta quarta-feira durante o assalto de forças especiais russas a um apartamento em São Petersburgo, informaram os serviços secretos russos (FSB).

Num comunicado citado pelas agências russas, o FSB precisa que o assalto foi lançado no âmbito de uma operação para deter "pessoas procuradas por presumível participação em grupos armados ilegais no norte do Cáucaso".

"Os criminosos foram mortos numa troca de tiros quando tentaram resistir", acrescenta o texto.

A Comissão de Investigação, principal autoridade de investigação federal russa, precisou que quatro suspeitos, que se encontravam todos no mesmo apartamento, foram mortos no assalto e que as autoridades estão a tentar identificar os corpos.

Nenhum agente policial ou civil foi ferido na operação, acrescentou.

Fonte da Comissão Nacional Antiterrorista russa citada pelas agências russas identificou três dos homens mortos como Zalim Shebzukhov, Astemir Sheriev e Vyacheslav Nyrov.

A mesma fonte precisou que os suspeitos pertenciam a uma organização terrorista da república da Kabardino-Balkária, no norte do Cáucaso.

Imagens transmitidas pelas televisões a meio do dia mostravam agentes fortemente armados e com o rosto tapado a cercar um bloco de apartamentos nos arredores noroeste de São Petersburgo, segunda cidade mais importante da Rússia.

A maior parte dos grupos armados do Cáucaso jurou lealdade ao Daesh e muitos prometeram retaliar a entrada da Rússia no conflito armado na Síria, em finais de setembro de 2015.

Cerca de 2.900 cidadãos russos, na sua maioria naturais das repúblicas do norte do Cáucaso, juntaram-se a grupos jihadistas na Síria e no Iraque, segundo o FSB.

Lusa

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem no Coachella e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.