sicnot

Perfil

Mundo

Bombeiros ganham terreno e controlam 26% do incêndio na Califórnia

Os bombeiros ganharam esta sexta-feira terreno e controlam agora um quarto do grande incêndio que, pelo quarto dia consecutivo, continua ativo numa zona montanhosa do condado de San Bernardino, no Estado norte-americano da Califórnia, a nordeste de Los Angeles.

"Os bombeiros cortaram a passagem [ao fogo] em algumas áreas. Mas a possibilidade de aumento explosivo ainda continua a existir", disse hoje à estação televisiva ABC o porta-voz das corporações de bombeiros, Brad Pitassi.

As chamas consumiram, até agora, cerca de 15.000 hectares, de acordo com os últimos dados fornecidos pelo responsável pela comunicação do Departamento Florestal e de Proteção contra Incêndios da Califórnia, Daniel Berlant.

À zona continuam a chegar reforços dos serviços de emergência e, neste momento, há mais de 2.600 efetivos a tentar extinguir o incêndio, com a assistência de 17 helicópteros e 17 aviões cisterna.

"Os bombeiros continuam a avançar para conter o fogo e reduzir o risco da localidade e das outras em volta", afirmaram hoje as autoridades num comunicado conjunto sobre o ponto da situação do incêndio.

A violência com que as chamas se propagaram obrigou na terça-feira à retirada de 82.600 pessoas e à evacuação temporária de 34.500 habitações, mas os avanços hoje obtidos permitiram levantar essas restrições em algumas zonas, especialmente após a reabertura da autoestrada interestadual 15.

O importante eixo rodoviário da zona, que tinha sido cortado perante a ameaça das chamas e que liga o sul da Califórnia ao Nevada, facilitou hoje, ao abrir à circulação, os trabalhos de extinção e de assistência aos cidadãos afetados pelo incêndio.

Em contrapartida, outras vias, como a autoestrada 138, continuam fechadas, enquanto o condado de San Bernardino permanece em estado de emergência.

O diário Los Angeles Times noticiou hoje que os esforços das brigadas anti-incêndios estão a concentrar-se em Wrightwood, uma zona em que habitualmente residem cerca de 5.000 pessoas e que tem "a densidade de habitações mais alta da zona", a maioria delas pequenas moradias e apartamentos.

O combate ao fogo, que se propagou com muita rapidez nos últimos dias devido à vegetação de mato e ao terreno escarpado, continua a enfrentar obstáculos como o tempo quente e seco, com rajadas de vento e pouca humidade relativa, e os efeitos da seca severa que há cinco anos afeta a Califórnia.

As autoridades desconhecem ainda a causa do incêndio ou quantos edifícios já destruiu, embora as imagens televisivas tenham mostrado muitas estruturas calcinadas e por terra.

O "Blue Cut Fire", como foi batizado, é mais um de uma série muito preocupante de incêndios que este ano arrasaram, na Califórnia, centenas de edifícios e fizeram oito mortos.

Lusa

  • O que o mundo diz sobre o busto de Cristiano Ronaldo

    Desporto

    O Aeroporto Cristiano Ronaldo foi inaugurado esta quarta-feira. A notícia foi dada pelos meios de comunicação de todo o mundo, que não deixaram passar o busto do jogador português, apresentado pelo próprio. A estátua foi amplamente comentada e analisada, com palavras como "terrível", "duvidoso" e "bizarro".

    Ana Rute Carvalho

  • Mulher detida ao tentar atropelar polícias junto ao Capitólio, em Washington

    Mundo

    Agentes da polícia abriram fogo contra uma mulher (e não um homem, ao contrário do que inicialmente se disse) que conduzia um carro perto do Capitólio e tentava atropelá-los, segundo o Departamento da Polícia Metropolitana de Washington. A mulher foi detida mas a polícia garante que não se tratou de um ato terrorista.

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.