sicnot

Perfil

Mundo

Conflito no Sudão do Sul pode aumentar crianças-soldado, alerta UNICEF

Crianças do Sudão do Sul deslocadas para um campo da missão da ONU.

© Handout . / Reuters

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) alertou hoje que o recomeço do conflito no Sudão do Sul pode colocar dezenas de milhares de crianças em risco de serem recrutadas por grupos armados.

"Nesta fase precária da curta história do Sudão do Sul, teme-se que um aumento adicional no recrutamento de crianças possa estar iminente", refere a agência da ONU num comunicado.

As forças do Presidente sul-sudanês, Salva Kiir, e do líder rebelde Riek Machar assinaram um acordo de paz em agosto de 2015, mas no mês passado voltaram a protagonizar combates a capital Juba.

Só no início deste ano, 650 crianças foram recrutadas no país, onde desde o início da guerra, em dezembro de 2013, cerca de 16.000 menores já se tornaram soldados.

A UNICEF, que supervisionou em 2015 a desmobilização de 1.775 crianças-soldado, pediu "o término imediato do recrutamento e libertação incondicional de todas as crianças".

"O sonho que todos compartilhamos para as crianças deste jovem país tornou-se um pesadelo", disse o diretor adjunto da UNICEF, Justin Forsyth, depois de uma viagem ao Sudão do Sul.

Forsyth informou ainda que "as crianças são vítimas de um sofrimento terrível", porque passam "por violações sistemáticas, exploração sexual e sequestro (...)".

O conflito no Sudão do Sul eclodiu em dezembro de 2013, quando Kiir denunciou uma suposta tentativa de golpe liderada por Machar. Posteriormente, um acordo de paz foi assinado em agosto de 2015.

Os combates entre unidades militares rivais registados na capital, Juba, entre 08 e 11 de julho deste ano, causaram pelo menos 300 mortes e o deslocamento de milhares de pessoas.

Machar acabou por fugir de Juba - para onde havia voltado depois de prestar juramento para o cargo de vice-presidente do Governo de Unidade Nacional, termo estipulado pelo acordo de paz -, tendo sido substituído por Taban Deng Gai.

A ONU confirmou na quinta-feira que o líder rebelde Riek Machar, que estava desaparecido desde o mês passado, encontra-se na República Democrática do Congo (RDC).

O Sudão do Sul, independente desde 2011, é o mais jovem país do mundo.

Lusa

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o Expresso reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o Expresso reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.