sicnot

Perfil

Mundo

Rússia ataca posições de jihadistas na Síria a partir do Mediterrâneo

A Rússia anunciou esta sexta-feira ter lançado ataques contra jihadistas na Síria, a partir de navios de guerra destacados no Mediterrâneo, depois de ter começado a utilizar, esta semana, um aeródromo no Irão para fazer decolar os seus bombardeiros.

"Os navios lança-mísseis Zeleny Dol e Serpoukhov da frota russa do mar Negro fizeram hoje três lançamentos de mísseis de cruzeiro contra alvos do grupo terrorista da Frente Fateh al-Cham (ex-Frente al-Nosra que renunciou à ligação à Al-Qaida) na Síria, indicou o Ministério da Defesa russo em comunicado.

"Um posto de comando e uma base de terroristas em Daret Ezaa (a oeste de Alepo), bem como uma unidade de fabrico e um importante depósito de munições na região de Alepo foram destruídos na sequência dos ataques", especifica a mesma nota.

O anúncio chega depois de a Rússia, que leva a cabo raides aéreos desde setembro último em apoio às forças do Presidente sírio Bashar al-Assad, bombardeou na terça-feira, pela primeira vez, alvos na Síria fazendo decolar os seus bombardeiros a partir do aeródromo militar de Hamedan, no noroeste do Irão.

Alepo, cidade-chave do conflito sírio, é atualmente palco de combates entre as forças de Damasco e rebeldes.

Desencadeado em março de 2011 pela repressão de manifestações pró-democracia, o conflito sírio tornou-se mais complexo com a intervenção de partes estrangeiras e a ascensão dos jihadistas e já causou mais de 290.000 mortos, tendo obrigado milhões de pessoas a abandonarem as suas casas.

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.