sicnot

Perfil

Mundo

Turquia emite mandados de captura para 84 catedráticos

© Umit Bektas / Reuters

O Ministério Público turco emitiu mandados de captura para 84 catedráticos, principalmente em Konya (centro), por alegadas ligações com Fethullah Gulen, acusado de ser o cérebro da tentativa de golpe de Estado na Turquia.

Vinte e nove suspeitos foram detidos provisoriamente no âmbito desta operação realizada em 17 províncias do país, indicou a agência noticiosa Dogan.

A maioria dos suspeitos trabalha na universidade Selcuk de Konya. O antigo reitor, o professor Hakki Gokbel, integra a lista dos procuradores turcos, acrescentou a Dogan.

As autoridades turcas lançaram uma purga, na sequência da tentativa de golpe de Estado de 15 de julho, para afastar e deter apoiantes do movimento de Gulen em cargos na função pública, forças armadas, magistratura, no sistema de ensino e empresas. A operação tem suscitado fortes protestos no estrangeiro.

As autoridades turcas tentam assim cortar as fontes de financiamento da rede de Gulen, inimigo "número um" do Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan. Gulen vive desde 1999 nos Estados Unidos e Ancara exige com frequência a sua extradição.

Mais de cinco mil funcionários foram demitidos e 80 mil suspensos, anunciou na quarta-feira o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim. Vinte mil pessoas foram acusadas e detidas, acrescentou.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.