sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 9.000 civis morreram em ataques aéreos nos últimos 22 meses

Ataque perto da cidade síria de Damasco, onde várias pessoas morreram.

Pelo menos 9.307 civis morreram e 49.000 ficaram feridos em bombardeamentos da aviação síria em 13 províncias do país nos últimos 22 meses, segundo estatísticas divulgadas pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Das mais de nove mil pessoas que morreram no período entre 20 de outubro de 2014 até esta madrugada 1.992 eram menores e 1.327 mulheres.

Estes ataques aéreos provocaram também a morte a 5.244 combatentes de grupos armados islamitas, incluindo a organização jihadista Daesh.

Durante o período analisado, os caças e helicópteros do exército sírio realizaram, segundo o Observatório, pelo menos 64.455 bombardeamentos em Damasco e nos seus subúrbios, Alepo (norte), Homs (oeste) e Deraa (sul).

A única província que escapou aos ataques aéreos foi Tartus, junto à costa mediterrânica e feudo governamental.

O Observatório tem vindo a contar os bombardeamentos desde 20 de outubro de 2014, porque desde essa altura houve um aumento deste tipo de ataques.

A Organização Não-Governamental (ONG) anunciou ainda que os bombardeamentos da aviação russa mataram 8.139 pessoas desde finais de setembro do ano passado.

Entre estas vítimas, 3.089 eram civis, 743 menores, 2.574 eram combatentes do Daesh e 2.476 membros de outros grupos que lutam contra o regime sírio.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Casas de Luís Filipe Vieira e Pedro Guerra foram alvo de buscas
    2:39

    Desporto

    O caso dos emails levou esta quinta-feira a Polícia Judiciária a fazer buscas no Estádio da Luz e nas casas de Luís Filipe Vieira, o comentador Pedro Guerra e Paulo Gonçalves, o assessor jurídico do clube das águias. O advogado foi constituído arguido, mas só porque um advogado para ser alvo de buscas precisa de ser arguido.

  • Buscas no Benfica? "A Justiça está a funcionar"
    0:18

    Desporto

    Bruno de Carvalho reagiu esta quinta-feira às buscas efetuadas no Benfica. À saída de uma audiência no Ministério da Educação, o presidente do Sporting abordou o tema para dizer que é sinal de que a justiça está a funcionar.

  • Este foi provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC