sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha quer cidadãos a armazenar alimentos e água

© Valentyn Ogirenko / Reuters

Pela primeira vez desde a Guerra Fria, a Alemanha poderá aconselhar a população a ter reservas de alimentos e de água em caso de guerra ou catástrofe, segundo noticiaram os media alemães e internacionais esta terça-feira.

Esta recomendação consta num plano de defesa civil que será apresentado na quarta-feira pelo ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, e analisado durante o conselho de ministros em Berlim.

Segundo o site alemão Frankfurter Allgemeine (FAZ), o documento interno do Ministério do Interior, de 69 páginas, admite que "um ataque em território alemão, exigindo uma defesa convencional da nação, é improvável".

O texto realça no entanto, de acordo com o 'site' alemão, que uma eventual grande ameaça para a segurança do país no futuro não pode ser excluída e como tal as medidas de defesa civil são necessárias.

Nesse sentido, e de acordo com o documento interno, os cidadãos são aconselhados a armazenar comida para 10 dias, bem como a ter reservas de água para cinco dias, cerca de dois litros de água diários por pessoa.

Alguns deputados dos partidos da oposição alemã afirmaram que a divulgação deste novo plano de defesa civil antes da sua apresentação e análise em conselho de ministros era alarmista.

Após a divulgação desta informação, os alemães começaram a reagir nas redes sociais, nomeadamente na rede social Twitter, com mensagens e imagens sobre uma eventual corrida desenfreada aos supermercados por parte dos consumidores.

Este novo plano de defesa civil alemão também prevê a possibilidade de reintrodução do serviço militar obrigatório em circunstâncias especiais.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.