sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha quer cidadãos a armazenar alimentos e água

© Valentyn Ogirenko / Reuters

Pela primeira vez desde a Guerra Fria, a Alemanha poderá aconselhar a população a ter reservas de alimentos e de água em caso de guerra ou catástrofe, segundo noticiaram os media alemães e internacionais esta terça-feira.

Esta recomendação consta num plano de defesa civil que será apresentado na quarta-feira pelo ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, e analisado durante o conselho de ministros em Berlim.

Segundo o site alemão Frankfurter Allgemeine (FAZ), o documento interno do Ministério do Interior, de 69 páginas, admite que "um ataque em território alemão, exigindo uma defesa convencional da nação, é improvável".

O texto realça no entanto, de acordo com o 'site' alemão, que uma eventual grande ameaça para a segurança do país no futuro não pode ser excluída e como tal as medidas de defesa civil são necessárias.

Nesse sentido, e de acordo com o documento interno, os cidadãos são aconselhados a armazenar comida para 10 dias, bem como a ter reservas de água para cinco dias, cerca de dois litros de água diários por pessoa.

Alguns deputados dos partidos da oposição alemã afirmaram que a divulgação deste novo plano de defesa civil antes da sua apresentação e análise em conselho de ministros era alarmista.

Após a divulgação desta informação, os alemães começaram a reagir nas redes sociais, nomeadamente na rede social Twitter, com mensagens e imagens sobre uma eventual corrida desenfreada aos supermercados por parte dos consumidores.

Este novo plano de defesa civil alemão também prevê a possibilidade de reintrodução do serviço militar obrigatório em circunstâncias especiais.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51