sicnot

Perfil

Mundo

Forças iraquianas retomam cidade importante a sul de Mossul ao Daesh

As forças armadas iraquianas, apoiadas por ataques aéreos da coligação internacional, retomaram esta quinta-feira o controlo total de Qayyarah, uma cidade do norte do Iraque e estratégica na ofensiva para a reconquista de Mossul, atual bastião do Daesh.


"Nós controlamos toda a cidade e conseguimos, num período de tempo muito reduzido, eliminar o Daesh", anunciou o general Riyadh Jalal Tawfik, comandante das forças terrestres iraquianas, citado pela agência noticiosa francesa AFP.

O responsável indicou que unidades técnicas estão agora a limpar a cidade dos engenhos explosivos deixados pelos jihadistas antes de fugirem.

Qayyarah fica na margem ocidental do rio Tigre, a cerca de 60 quilómetros a sul de Mossul, a última grande cidade nas mãos do Daesh no Iraque, situada no norte do país.

Na terça-feira, as forças armadas, ajudadas pelos serviços de contraterrorismo (CTS) lançaram um ataque para retomar o controlo da cidade e, na quarta-feira, conseguiram chegar ao centro, garantindo a segurança de vários bairros.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider Al-Abadi, saudou em comunicado a retomada da cidade que, segundo ele, é uma etapa fundamental para "a libertação de Mossul".

"As nossas forças heroicas obtiveram uma grande vitória, que representa uma etapa importante para a libertação de Mossul", declarou.

Lusa

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.