sicnot

Perfil

Mundo

Vice-ministro do Interior da Bolívia assassinado por mineiros em protesto

O vice-ministro do Interior da Bolívia foi assassinado enquanto se encontrava sequestrado por um grupo de mineiros em protesto, no centro do país.

A informação é confirmada pelo próprio Governo da Bolívia que efetua diligências para recuperar o corpo de Rodolfo Illanes.

A história foi inicialmente divulgada por um jornalista que afirmou ter visto um corpo num monte do planalto, onde voltaram a registar-se violentos confrontos entre mineiros e polícia. O vice-ministro assassinado tinha ido ao local dos incidentes para dialogar com os manifestantes que bloqueram estradas durante três dias.

Por causa dos confrontos com a polícia dois manifestantes morreram em Panduro, a 130 quilómetros de Laz Paz, a cidade mais populosa da Bolívia.

  • Vários feridos e detidos em confrontos na Bolívia

    Mundo

    Violentos confrontos eclodiram, na quarta-feira, entre polícias e funcionários de fábricas na Bolívia durante as manifestações contra as leis do Presidente Evo Morales, resultando em vários feridos e detidos, segundo fontes governamentais e sindicais.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.