sicnot

Perfil

Mundo

Ministro da Economia de França demitiu-se

© Benoit Tessier / Reuters

O ministro da Economia de França, Emmanuel Macron, apresentou esta terça-feira a demissão, reforçando a especulação de que pretende candidatar-se às presidenciais de 2017.

A demissão de Macron, 38 anos, foi confirmada pela Presidência, que anunciou a nomeação para a pasta de Michel Sapin, que passa a acumular a Economia com as Finanças.

O antigo banqueiro de investimentos demitiu-se "para se dedicar inteiramente ao seu movimento político", informou a Presidência, referindo-se ao movimento "En Marche", que Macron fundou em abril.

A tensão entre o jovem ministro e os restantes membros do governo acentuou-se em julho, quando num comício do seu movimento, Macron afirmou que França é um país "farto de promessas incumpridas", pelo que foi criticado pelo primeiro-ministro, Manuel Valls.

O nome de Macron aparece destacado em sondagens recentes sobre eventuais aspirantes às presidenciais francesas, que se realizam a 23 de abril e a 07 de maio de 2017.

À direita, o ex-Presidente Nicolas Sarkozy, 61 anos, e o ex-primeiro-ministro Alain Juppé, 71, apresentaram-se já como candidatos.

Marine Le Pen, 48, líder da Frente Nacional, também se candidata.

Já o atual chefe de Estado, François Hollande, cuja taxa de popularidade é a mais baixa alguma vez registada por um Presidente francês desde o fim da II Guerra Mundial, afirmou recentemente que não se recandidata se não conseguir controlar o desemprego, atualmente nos 10%.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.