sicnot

Perfil

Mundo

Serviços secretos venezuelanos detêm político da oposição Carlos Melo

O partido político da oposição da Venezuela Vontade Popular (VP) denunciou que o político Carlos Melo foi detido por funcionários do Serviço Bolivariano de Inteligência, em Caracas.

Trata-se da segunda detenção de políticos da oposição nas últimas 24 horas, quando faltam apenas dois dias para 1 de setembro, dia em que a oposição venezuelana pretende "tomar" a cidade de Caracas, para exigir a realização de um referendo revogatório do mandato do Presidente Nicolás Maduro

A detenção, segundo o autarca Luís Somaza, do partido VP, teve lugar no Centro Plaza de Altamira (leste de Caracas), quando Carlos Melo, que é dirigente do partido Avançado Progressista, visitava a sede de Vontade Popular.

"Desconhecem-se os motivos da detenção", explicou o autarca na sua conta do Twitter.

O Governo venezuelano confirmou, segunda-feira, que funcionários do Sebin detiveram, o dirigente do partido da oposição, Vontade Popular, Yon Goicochea.

A confirmação teve lugar depois de a oposição e familiares de Goicochea denunciarem que o político tinha sido sequestrado, quando circulava na sua viatura, nas proximidades do túnel de La Trinidad (Caracas), por um grupo de oito homens armados que suspeitavam tratar-se de "funcionários da Direção Geral de Contra Inteligência Militar ou do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin, serviços secretos)".

"Foi detido e em seu poder encontraram cordões detonadores para explosivos. Esse senhor foi treinado pelo império norte-americano durante anos. Lembrem-se que no ano 2007, de repente, alguém deu-lhe 500 mil dólares e saiu da Venezuela", disse o deputado do Partido Socialista Unido da Venezuela, Diosdado Cabello, durante uma concentração de apoio a Nicolás Maduro.

Hoje, três jornalistas da cadeia televisiva Al Jazeera foram detidos pelas autoridades ao chegarem ao Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetía, quando pretendiam entrar no país para fazer a cobertura das atividades convocadas pela oposição para 1 de setembro.

Segundo o Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Imprensa, "Teresa Bo, correspondente; Lagmi Chávez, produtora, e o operador de câmara foram 'retidos' (detidos temporariamente) " e as autoridades confiscaram-lhes os equipamentos, tendo depois procedido à sua expulsão do país no primeiro voo para Bogotá.

Lusa

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC