sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 90 opositores do regime detidos em Caracas

O ministro das Relações Interiores, Justiça e Paz venezuelano, Néstor Reverol Torres, anunciou esta quarta-feira a detenção de mais de 90 pessoas, entre nacionais e estrangeiros, alegados paramilitares, num bairro próximo do palácio presidencial de Miraflores.

As detenções ocorreram quando a oposição venezuelana se prepara para realizar quinta-feira o que chamam de "tomada de Caracas" para exigir a realização de um referendo revogatório do mandato do Presidente Nicolás Maduro.

Segundo o ministro, as detenções foram feitas no bairro Macayapa, no âmbito de uma ação policial englobada no programa governamental Operação de Libertação de Proteção do Povo, que teve lugar terça-feira, no "corredor norte da cidade de Caracas".

Na operação participaram mais de 600 efetivos da Polícia Nacional Bolivariana, das Forças Armadas Venezuelanas e do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária).

"Presume-se que haja uma alta percentagem de paramilitares a escassos quilómetros do palácio de Miraflores, pelo que se fez uma limpeza e varredura total em todo o setor, onde estão a aumentar as invasões, para depósito de paramilitares com a finalidade de realizar atos de violência, de instabilidade da Revolução Bolivariana", lê-se num comunicado do Ministério das Relações Interiores, Justiça e Paz Venezuela.

O MIJP insiste que está em curso um golpe de estado contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro e anuncia que vão ser realizadas, "de maneira imprevista", operações na Grande Caracas (capital e cidades vizinhas) e nos Estados com maior incidência de delitos no país.

"Com estas ações vamos derrotar o golpe de estado contra o Governo legitimamente constituído, do nosso comandante Presidente Nicolás Maduro Moros. Vamos eliminar a violência em todas as suas manifestações e continuaremos construindo a pátria e a revolução bolivariana, Vamos ir a todos os espaços que sejam necessários para libertar o povo destes grupos paramilitares", conclui.

Em fotos divulgadas por aquele ministério aparecem dezenas de indivíduos, sentados no chão, que terão sido tiradas durante a operação policial.

As autoridades venezuelanas não divulgaram a identificação dos detidos, nem confirmaram se durante a operação policial foi confiscado algum tipo de armamento.

Lusa

  • Marcelo já teve alta após "queda abrupta de tensão"
    2:53
  • Jorge Jesus emocionado à partida para o Al Hilal
    1:26

    Desporto

    O treinador Jorge Jesus está de partida para a Arábia Saudita, onde vai orientar o Al Hilar. Este sábado, no Aeroporto de Lisboa, emocionou-se quando questionado sobre o que mais lhe custa deixar: "a família e os amigos". Mas também se mostrou certo de que em breve voltará a Portugal.

  • México bate Coreia do Sul e está quase apurado

    Mundial 2018 / República da Coreia

    O México derrotou este sábado a Coreia do Sul por 2-1, na 2.ª jornada do grupo F, e ficou perto de garantir a passagem aos oitavos-de-final.

  • Bélgica goleia Tunísia e fica muito perto dos oitavos

    Mundial 2018 / Bélgica

    A Bélgica derrotou este sábado a Tunísia por 5-2, na 2.ª jornada do grupo G, e ficou muito perto de garantir o apuramento para os oitavos-de-final do campeonato do mundo. Veja aqui os golos e os principais lances do encontro.

  • Moutinho continua sem treinar, Raphael Guerreiro recuperou
    1:35
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28
  • A opinião de Francisco Louçã
    14:51

    Opinião

    No habitual espaço de comentário semanal na Edição da Noite, Francisco Louçã analisou o Serviço Nacional de Saúde, o imposto sobre os combustíveis, a guerra entre professores e Governo e a lei das rendas.