sicnot

Perfil

Mundo

PM japonês na Rússia para reforçar cooperação com Putin

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, desloca-se hoje a Vladivostok para se encontrar com o Presidente russo Vladimir Putin, com o objetivo de reforçar a cooperação entre os dois países, há décadas envolvidos numa disputa pelas ilhas Curilas.

As tensões impediram os dois países de assinarem os acordos de paz formais para assinalar o fim das hostilidades de guerra, o que prejudicou o comércio e o investimento.

A visita de Abe à Rússia -- a segunda este ano -- acontece dias depois de o Kremlin anunciar que Putin vai viajar até ao Japão em dezembro, a sua primeira visita ao país desde 2005.

Especialistas veem esta recente aproximação com bons olhos, considerando que terá resultados positivos para as relações comerciais, mas duvidam que venha por fim à disputa territorial.

Ao longo dos anos, os líderes das duas nações tentaram solucionar a disputa sem sucesso.

Os dois lados confirmaram que as conversações de hoje -- que acontecem à margem de um fórum económico na cidade russa de Vladivostok -- irão tocar no tema das ilhas.

O porta-voz do Governo japonês, Yoshihide Suga, disse à agência AFP que apenas "conversas francas" podem abrir caminho para um acordo de paz. No entanto, nenhum dos lados deu sinais de estar disposto a ceder.

"As duas partes devem mostrar que são a favor de um acordo de paz mas vão tentar não expressar publicamente a sua discordância acerca das ilhas Curilas. O Japão não está pronto para abandonar as suas reivindicações e a Rússia não vai, de modo algum, reconhece-las", disse o analista político russo Konstantin Kalachev.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.