sicnot

Perfil

Mundo

Universidade nos EUA dá prioridade à admissão de descendentes de escravos

A universidade de Georgetown, em Washington, nos EUA, anunciou que vai dar prioridade à admissão dos descendentes de escravos, que vendeu no século XIX para pagar dívidas.

Em 1838, os jesuítas ligados àquela que é hoje uma das mais prestigiadas universidades do mundo, venderam 272 escravos para pagar contas do estabelecimento de ensino.

Em 2015 o presidente da universidade criou um grupo de trabalho para avaliar a relação histórica da instituição com a escravatura. Desse grupo saíu a decisão de facilitar o acesso a descendentes de escravos, bem como a criação um memorial público e a alteração do nome de dois dos edifícios da universidade para os de um homem e uma mulher, vendidos há mais de 100 anos.

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16