sicnot

Perfil

Mundo

Felipe VI apela ao diálogo mas não inicia ronda de consultas

reuters

O rei Felipe VI fez hoje um apelo ao "diálogo, concertação e compromisso" dos partidos políticos espanhóis, mas não irá iniciar, por enquanto, novas consultas com eles depois do fracasso da investidura de Mariano Rajoy, na sexta-feira passada.

"Sua Majestade comunicou-me a sua decisão de não iniciar, por enquanto, novas consultas" com as forças políticas espanholas, revelou a presidente do Congresso dos Deputados (parlamento) depois de uma reunião que teve com Felipe VI para lhe comunicar o resultado da investidura derrotada de Mariano Rajoy.

Segundo Ana Pastor, o rei pretende dar tempo para que "as formações políticas possam levar a cabo as ações que considerem convenientes" para desbloquear o atual impasse político.

Por seu lado, o secretário-geral do PSOE, Pedro Sánchez, anunciou hoje que vai abrir uma ronda de contactos com todos os partidos espanhóis para tentar encontrar uma solução para desbloquear o impasse atual, mas precisou que não pretende liderar uma alternativa.

O líder do PP (direita), Mariano Rajoy, fracassou na sexta-feira a segunda votação de investidura no parlamento, tendo 180 deputados votado contra e 170 a favor, o mesmo número da votação de dois dias antes.

O atual chefe do Governo em funções e líder do Partido Popular (PP, direita) teve o apoio de 137 deputados do PP, 32 do partido de centro-direita Ciudadanos e um do partido regional Coligação Canária.

O resto da assembleia votou contra, entre eles os 85 do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e os 71 da coligação da esquerda radical Unidos Podemos.

O resultado que já era esperado confirma o período de grande incerteza política em que Espanha vive e que se não for desfeito até 31 de outubro próximo irá significar a dissolução do parlamento e a convocação de novas eleições 54 dias depois, provavelmente para 25 de dezembro.

Se isso acontecer, serão as terceiras eleições legislativas que se realizam no espaço de um ano, depois de na primeira consulta, em 20 de dezembro de 2015, e na segunda, em 26 de junho deste ano, as quatro principais forças políticas espanholas (PP, PSOE, Unidos Podemos e Ciudadanos) não terem conseguido chegar a um acordo para formar um Governo estável em Espanha.

Nas eleições de 26 de junho, o PP foi o partido mais votado (33 por cento dos votos e 137 deputados), seguido pelo PSOE (22,7% e 85), Unidos Podemos (21,1% e 71) e Ciudadanos (13,0% e 32).

  • Espanha continua num impasse político
    1:24

    Eleições em Espanha

    O chefe de Governo espanhol e líder do PP segue para a votação do processo de investidura com uma derrota quase certa. O encontro de ontem entre Mariano Rajoy e Pedro Sánchez, do Partido Socalista espanhol, deixou claro que o impasse político em Espanha ainda não tem um fim à vista.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.