sicnot

Perfil

Mundo

Obama e Putin insistem nas negociações sobre cessar-fogo na Síria

© Reuter

Os presidentes dos Estados Unidos e da Rússia insistiram hoje para que as suas delegações continuem a negociar um cessar-fogo na Síria visando aumentar o envio de ajuda humanitária, num encontro à margem da cimeira do G20.

Barack Obama e Vladimir Putin "esclareceram questões pendentes" e pediram ao secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e ao seu homólogo russo, Sergei Lavrov, para que continuem as negociações, indicaram fontes da Casa Branca.

Esta segunda-feira, antes do encontro dos chefes de Estado, Kerry e Lavrov reuniram-se para discutir a redução dos combates na Síria, mas não chegaram a acordo. Esperava-se que os dois países acordassem disponibilizar ajuda humanitária aos civis de Alepo e suspender, pelo menos em parte, os bombardeamentos russos e sírios.

Os chefes da diplomacia dos dois países devem reunir-se nos próximos dias "seguramente esta semana", disseram as mesmas fontes, classificando de "construtivas" as discussões entre Obama e Putin, que estiveram reunidos cerca de uma hora e meia.

As delegações norte-americana e russa discutem a questão há semanas.

Segundo a agência noticiosa espanhola EFE, não há entendimento em relação à questão dos rebeldes apoiados pela coligação anti-jihadista, conduzida pelos Estados Unidos, serem da oposição moderada ou incluírem jihadistas da Frente al-Nosra.

De acordo com a agência France Presse, as negociações sobre o conflito terão sido afetadas por desenvolvimentos no terreno.

Tropas do Governo sírio, que é apoiado pela Rússia, ocupam a zona ocidental da cidade de Alepo, enquanto os bairros da zona oriental são controlados pelos grupos rebeldes.

O conflito na Síria já matou cerca de 300 mil pessoas em cinco anos, tendo obrigado milhões a abandonarem as suas casas.

Lusa

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC