sicnot

Perfil

Mundo

Fósseis mais antigos do mundo podem ter 3,7 mil milhões de anos

YURI AMELIN

Uma bactéria minúscula que viveu há 3,7 mil milhões de anos pode ser a mais antiga forma de vida na Terra. Cientistas descobriram no sul da Austrália fósseis de esponjas - animais aquáticos simples. A descoberta pode indicar que, afinal, a presença animal no planeta é mais antiga do que se pensava.

Os fósseis foram descobertos por Allen Nutman, numa zona rochosa da região de Greenland. Cientistas australianos e britânicos estudaram a rocha a descobriram tratar-se de estruturas microscópicas chamadas estromatólitos.

As esponjas, acreditam os investigadores, tinham um centímetro de altura e viviam fixas em estromatólitos - rochas calcárias formadas por microrganismos -, a menos de 20 metros de profundidade. Era lá que filtravam o carbono diluído na água para obter alimentos, segundo explicam na revista Nature.

A investigação está a ser debatida por outros investigadores.

"Há alguns problemas que precisam de ser analisados", afirma Roger Buick, da Universidade de Washington em Seattle. Um deles é o facto de as rochas onde os fósseis foram encontrados terem sido sujeitas a inúmeros fatores ambientais como o calor, ao longo de milhões de anos.

  • Dados do défice e do PIB confirmam crescimento económico
    1:37
  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01