sicnot

Perfil

Mundo

Poluição atmosférica pode também causar danos a nível cerebral?

© Yves Herman / Reuters

A descoberta no cérebro humano de minúsculas partículas provenientes do ar poluído está a preocupar a comunidade científica. Algumas investigações estabelecem uma ligação entre partículas metálicas e a doença de Alzheimer e defendem que a poluição atmosférica aumenta a incidência da doença.

Um novo estudo revela que foi detetada em quantidade "abundante" a presença de nanopartículas no cérebro humano. Esta pesquisa das Universidades de Lancaster, Oxford e Manchester, no Reino Unido, incidiu sobre 37 indivíduos ingleses e mexicanos, entre os 3 e os 92 anos.

"Agora temos um motivo para ir mais além e realizar testes epidemiológicos e de toxicidade, afinal esta partículas são muito frequentes e as pessoas estão muito expostas a elas", afirmou Barbara Mahler, responsável pela investigação, ao jornal britânico The Guardian.

A poluição atmosférica é um problema de saúde global que mata mais pessoas que a malária e a Sida. Durante muitos anos foi associado a doenças respiratórias e cardíacas, estudo recentes vieram contudo admitir a possibilidade de estar também na origem de doenças degenerativas do cérebro, como o Alzheimer’s e outros patologias mentais.

O estudo publicado pela Academia Nacional de Ciências britânica, encontrou em abundância partículas de magnetite, mineral magnético formado pelos óxidos de ferro.

"Estamos a falar de milhões de partículas magnéticas por casa grama de amostra cerebral analisada, é extraordinário!", realçou Barbara Mahler.

Outros cientistas contactados pelo The Guardian consideraram que este novo estudo mostra com clara evidência que a maioria das partículas magnéticas encontradas nas amostras cerebrais analisadas são provenientes do ar poluído. Quanto à sua ligação com a doença de Alzheimer, muitos consideram-na ainda especulativa.

  • Fogo em Sabrosa entrou em fase de resolução

    País

    O incêndio que deflagrou terça-feira em Vilela do Douro, Sabrosa, distrito de Vila Real, entrou a meio da manhã de hoje em fase de resolução, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

  • Governo garante reforço das verbas para defesa da floresta até ao fim do ano
    2:37

    País

    O Governo rejeitou centenas de candidaturas com projetos para a prevenção de incêndios florestais, por falta de verbas. Perante a situação, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Agricultura sobre as reprovações. Contudo, contactado pela SIC, o ministro Capoulas Santos garantiu que o programa de desenvolvimento rural está a ser reajustado e, até ao final do ano, está previsto o reforço de verbas.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.