sicnot

Perfil

Mundo

David Cameron renuncia ao mandato de deputado

© Reuters TV / Reuters

O ex-primeiro-ministro britânico David Cameron renunciou ao mandato de deputado na Câmara dos Comuns, disse o próprio numa entrevista à televisão ITV.

Cameron demitiu-se da chefia do governo britânico em junho, horas depois do anúncio da vitória do 'Brexit' no referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia (UE), no qual fez campanha pelo "Permanecer".

"Do meu ponto de vista, com a política atual, com as circunstâncias da minha demissão, não é possível ser um deputado eficaz enquanto ex-primeiro-ministro", disse Cameron.

"Penso que tudo o que fizer vai ser uma grande distração e um grande desvio do que o governo precisa de fazer pelo país", acrescentou.

Cameron, 49 anos, deixa vago o lugar correspondente à circunscrição de Witney, Inglaterra, que ocupava desde 2001.

Lusa

  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08
  • Reveladas escutas telefónicas entre Sócrates e Ricardo Salgado
    2:39

    Operação Marquês

    Após ser detido em 2014, Ricardo Salgado recebeu uma chamada de José Sócrates a dar o seu apoio. Nas escutas é possível perceber que o antigo primeiro-ministro fala de admiração pelo ex-banqueiro, depois de Sócrates ter garantido, na semana passada na RTP, que a relação com Ricardo Salgado era apenas institucional. Noutra conversa de Sócrates, desta vez com o advogado Daniel Proença de Carvalho, o ex-primeiro-ministro criticou Marcelo Rebelo de Sousa, quando este ainda era comentador e tinha comentado a queda do BES.