sicnot

Perfil

Mundo

Casal espanhol recupera aliança perdida há 37 anos

Agustín Aliana e Juani Sánchez no café que agora possuem em Utebo, nos arredores de Saragoça.

heraldo.es

Agustin Aliaga perdeu a aliança no mar em Benidorm apenas cinco meses depois de casar com Juani Sanchez, em 1979. O casal já tinha perdido totalmente a esperança de a recuperar até que, em agosto passado, Jessica Nisos a encontrou quando fazia mergulho e, graças à publicação de um post no Facebook, conseguiu localizar o paradeiro do dono da aliança perdida.

"Eu estava em Benidorm por motivos profissionais e Juani sempre viveu nessa zona, de modo que nos conhecemos e casámos lá", contou Agustin ao jornal espanhol Heraldo. "Os meus sogros tinham o costume de em julho ir passar um dia à ilha de Benidorm, assim tínhamos ido lá passar o dia. De repente, estava a nadar e apercebi-me que tinha perdido a anel. Voltei à água e ainda andei algum tempo à procura, mas não tive sorte", acrescentou.

Jessica Nisos publicou uma foto da aliança no Facebook com a seguinte mensagem:

"Encontrei uma aliança quando fazia mergulho em Benidorm. Gostava de a conseguir entregar ao seu dono. Está perdida há muitos anos porque estava coberta com sedimentos. Pertence a um casal que celebrou o matrimónio a 17-02-1979. Por favor, pode partilhar esta mensagem? É importante para mim. Obrigada a todos."

Mais de 80 mil pessoas responderam ao apelo de Jessica até que um sobrinho de Agustin Aliaga, residente em Benidorm, viu o post e conseguiu pôr os tios em contacto com a mergulhadora.

Jessica recebeu mais de 300 mensagens de casais em situações idênticas mas, por fim, conseguiu desvendar a quem pertencia a aliança que tinha encontrado.

"Ela pôde ver que era realmente verdade quando eu enviei uma fotografia da certidão de casamento e outra da aliança e quando a minha mulher lhe disse o seu nome, começou a gritar de entusiasmo", disse Agustin.

"Foi uma surpresa muito agradável porque mais do que a questão material, o importante é o valor simbólico e emocional. Esta é a aliança com que casámos na igreja", explicou.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.