sicnot

Perfil

Mundo

Maquinista deixa viagem a meio porque o turno acabou

O episódio insólito aconteceu em Espanha. Um maquinista decidiu parar o comboio quando o seu turno chegou ao fim. Para trás, e a meio do percurso, ficaram mais de 100 passageiros.

Segundo o "El País", tudo aconteceu na terça-feira à noite, quando o maquinista interrompeu a marcha do comboio que circulava entre Santander e Madrid e parou na localidade de Osorno, em Palência, onde moram cerca de 1400 pessoas.

"O maquinista alegou que tinha terminado o seu turno diário e que não tinha substituto" e, por isso, decidiu parar o comboio, disse fonte da Guarda Civil.

O comboio devia chegar a Madrid às 23:37 (hora local), no entanto o desfecho foi outro e a viagem ferroviária chegou ao fim por volta das 21h.

A resolução do problema não foi fácil, os passageiros que queriam ir para Palência e Valladolid só tiveram um ligação de autocarro por volta das 23:00. Quem pretendia chegar à capital espanhola teve aguadar mais 30 minutos. O que fez com certos passageiros chegassem ao destino com mais de cinco horas de atraso.

A Renfe, empresa responsável, considerou o "incidente pouco habitual" e já emitiu um pedido de desculpas aos 109 passageiros: "Lamentamos o atraso e os transtornos causados e informamos que os passageiros têm direito ao reembolso a 100% do valor do bilhete".

A empresa disse ainda que vai apurar os motivos que levaram à decisão do maquinista e decidir se lhe será aplicada uma sanção.

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Ovibeja aposta este ano na internacionalização da agricultura
    2:07

    País

    A Ovibeja começou esta quinta-feira e este ano aposta na internacionalização dos produtos agrícolas do Alentejo. Centenas de expositores esgotam o certame, que é uma monstra da agricultura portuguesa. António Costa, na sexta-feira, e Marcelo Rebelo de Sousa, no sábado, são alguns dos políticos com a presença marcada em Beja.

  • Le Pen vai à pesca
    0:35

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen, candida à presidência de França fez esta quinta-feira uma "pausa" na campanha eleitoral e aproveitou para ir à pesca. A candidata navegou num barco de pesca no Mediterrâneo.

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.