sicnot

Perfil

Mundo

Maquinista deixa viagem a meio porque o turno acabou

O episódio insólito aconteceu em Espanha. Um maquinista decidiu parar o comboio quando o seu turno chegou ao fim. Para trás, e a meio do percurso, ficaram mais de 100 passageiros.

Segundo o "El País", tudo aconteceu na terça-feira à noite, quando o maquinista interrompeu a marcha do comboio que circulava entre Santander e Madrid e parou na localidade de Osorno, em Palência, onde moram cerca de 1400 pessoas.

"O maquinista alegou que tinha terminado o seu turno diário e que não tinha substituto" e, por isso, decidiu parar o comboio, disse fonte da Guarda Civil.

O comboio devia chegar a Madrid às 23:37 (hora local), no entanto o desfecho foi outro e a viagem ferroviária chegou ao fim por volta das 21h.

A resolução do problema não foi fácil, os passageiros que queriam ir para Palência e Valladolid só tiveram um ligação de autocarro por volta das 23:00. Quem pretendia chegar à capital espanhola teve aguadar mais 30 minutos. O que fez com certos passageiros chegassem ao destino com mais de cinco horas de atraso.

A Renfe, empresa responsável, considerou o "incidente pouco habitual" e já emitiu um pedido de desculpas aos 109 passageiros: "Lamentamos o atraso e os transtornos causados e informamos que os passageiros têm direito ao reembolso a 100% do valor do bilhete".

A empresa disse ainda que vai apurar os motivos que levaram à decisão do maquinista e decidir se lhe será aplicada uma sanção.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.