sicnot

Perfil

Mundo

Maquinista deixa viagem a meio porque o turno acabou

O episódio insólito aconteceu em Espanha. Um maquinista decidiu parar o comboio quando o seu turno chegou ao fim. Para trás, e a meio do percurso, ficaram mais de 100 passageiros.

Segundo o "El País", tudo aconteceu na terça-feira à noite, quando o maquinista interrompeu a marcha do comboio que circulava entre Santander e Madrid e parou na localidade de Osorno, em Palência, onde moram cerca de 1400 pessoas.

"O maquinista alegou que tinha terminado o seu turno diário e que não tinha substituto" e, por isso, decidiu parar o comboio, disse fonte da Guarda Civil.

O comboio devia chegar a Madrid às 23:37 (hora local), no entanto o desfecho foi outro e a viagem ferroviária chegou ao fim por volta das 21h.

A resolução do problema não foi fácil, os passageiros que queriam ir para Palência e Valladolid só tiveram um ligação de autocarro por volta das 23:00. Quem pretendia chegar à capital espanhola teve aguadar mais 30 minutos. O que fez com certos passageiros chegassem ao destino com mais de cinco horas de atraso.

A Renfe, empresa responsável, considerou o "incidente pouco habitual" e já emitiu um pedido de desculpas aos 109 passageiros: "Lamentamos o atraso e os transtornos causados e informamos que os passageiros têm direito ao reembolso a 100% do valor do bilhete".

A empresa disse ainda que vai apurar os motivos que levaram à decisão do maquinista e decidir se lhe será aplicada uma sanção.

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.