sicnot

Perfil

Mundo

Ajuda humanitária na Síria continua a escassear apesar da trégua

Milhares de habitantes em diversas regiões da Síria, apesar do prolongamento da trégua em vigor, continuavam a aguardar esta quinta-feira pela ajuda humanitária prometida pela ONU, que exortou o governo de Damasco a desbloquear de imediato a sua distribuição.

Cerca de 20 camiões com alimentos e medicamentos encontram-se numa "zona tampão" entre a Turquia e a Síria e "estão prontos para circularem imediatamente" em direção a Alepo, a segunda cidade síria a cerca de 70 quilómetros da fronteira, segundo referiu o responsável da ONU Jan Egeland.

A ONU pretende distribuir ajuda na sexta-feira nesta cidade do norte da Síria assolada há cinco anos pela guerra, enquanto aumenta a impaciência entre os 250.000 habitantes dos bairros rebeldes cercados, em situação de extrema debilidade.

"De que serve o prolongamento da trégua se permanecemos cercados?", afirmou citado pela agência noticiosa France-Presse um habitante do setor rebelde, que não recebe ajuda humanitária desde 7 de julho. "Antes, morríamos dos bombardeamentos, hoje vamos morrer à fome", lamentou o homem de 53 anos.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, também manifestou alguma frustração e exortou o regime de Bashar al-Assad a dar "autorização final" para a passagem das colunas de veículos.

"É particularmente lamentável, perdemos tempo. A Rússia está de acordo connosco neste ponto", acrescentou, após o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, ter apelado a Washington e Moscovo para contribuírem no desbloqueamento da entrega de ajuda.

Os Estados Unidos e a Rússia, que apoiam respetivamente os rebeldes moderados e o regime, são os "arquitetos" da trégua em vigor desde segunda-feira e que permitiu uma forte redução das violências nas frentes de combate.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Chamar o médico a casa é um procedimento habitual para muitas famílias, mas chamar um enfermeiro a casa é menos comum. Uma portuguesa criou um sistema inovador no mundo em que pode chamar um enfermeiro a casa através da internet ou de uma aplicação para telemóvel com os mesmos preços em todo o país e sem mensalidades. Só paga o serviço que utilizar. O Contas Poupança foi conhecer os preços e comparar para ver se compensa.

  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.