sicnot

Perfil

Mundo

Supremo Brasileiro arquiva pedido de prisão de ex-presidente da Câmara dos Deputados

O magistrado Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na quarta-feira arquivar o pedido de prisão do ex-presidente da Câmara dos Deputados do Brasil Eduardo Cunha, que perdeu o mandato na segunda-feira.


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tinha pedido, em junho, a prisão preventiva de Eduardo Cunha, dado que, mesmo afastado do cargo, poderia continuar a usar o seu mandato e poder político com o fim de intervir nas investigações da Operação Lava Jato.

"Uma vez determinada a perda do mandato, não subsistem mais essas premissas, revelando a perda do interesse no requerimento", considerou Teori Zavascki.

O plenário da Câmara dos Deputados decidiu, na segunda-feira, por 450 votos a favor, cassar o mandato do deputado de Eduardo Cunha, que, enquanto presidente da câmara baixa do Congresso brasileiro, aceitou a denúncia que deu início ao processo de destituição da ex-Presidente Dilma Rousseff.

Eduardo Cunha foi condenado por ter quebrado o decoro parlamentar ao mentir num depoimento numa comissão que investigava crimes na empresa estatal Petrobras.

Teori Zavascki decidiu ainda enviar duas ações penais contra Eduardo Cunha para o juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal no Paraná, e para o Tribunal Regional Federal, do Rio de Janeiro.

Os processos em que Eduardo Cunha é réu desceram do STF à primeira instância por ter deixado de ter foro privilegiado ao ser afastado de um cargo político.

Eduardo Cunha responde por ter supostamente recebido subornos num contrato de exploração de petróleo em Benin, em África, e em contratos de navios-sonda da Petrobras.

A Operação Lava Jato investiga o maior esquema de corrupção da história brasileira, envolvendo várias empresas e dezenas de políticos, entre eles o ex-Presidente Lula da Silva.

Lusa

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contigo" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.