sicnot

Perfil

Mundo

Feridos de explosão em Nova Iorque já tiveram todos alta

As 29 pessoas que ficaram feridas na sequência da explosão de uma bomba no sábado em Nova Iorque já tiveram alta do hospital, segundo o presidente da câmara daquela cidade norte-americana.


"Não conhecemos as motivações, não sabemos a sua natureza (do ataque)", afirmou Bill de Blasio hoje em conferência de imprensa, citado pela Agência France Presse.

Segundo o autarca ainda não foi possível perceber-se se o ataque teve natureza pessoal ou política.

O engenho explodiu por volta das 8:30 locais de sábado em Chelsea, um dos bairros mais elegantes de Manhattan.

Uma segunda bomba que não chegou a detonar foi encontrada nas proximidades, disse fonte policial.

De acordo com Andrew Cuomo, governador do estado norte-americano, tratou-se de um ato de terrorismo sem qualquer aparente ligação internacional.

A explosão ocorreu nas vésperas da Assembleia Geral das Nações Unidas, pelo que foram mobilizados mais 1.000 polícias "por precaução", sublinhou o governador.

Entretanto, os investigadores não encontraram qualquer ligação entre a explosão em Nova Iorque e um ataque com arma branca no Minnesota, com oito feridos, ocorridos ambos no sábado.

"Até ao momento não há nenhuma prova que sugira uma ligação" entre os dois ataques, disse o chefe da polícia de St. Cloud, no norte do estado do Minnesota, William Blair Anderson, em declarações à estação de televisão CNN.

O ataque com arma branca, que ocorreu num centro comercial, foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico. A explosão em Nova Iorque não foi reivindicada.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.