sicnot

Perfil

Mundo

Maior elevador de barcos do mundo começou a funcionar na China

O elevador de barcos da barragem das Três Gargantas, na China, a maior infraestrutura do tipo a nível mundial, começou a funcionar este fim de semana, 22 anos após o início da construção daquela barragem.

Trata-se do "maior e mais sofisticado" elevador de barcos do mundo, segundo o comunicado difundido pela China Three Gorges (CTG), o grupo que gere as Três Gargantas e principal acionista da EDP (Eletricidade de Portugal).

Projetado por uma equipa de engenheiros chineses e alemães, a estrutura permite elevar barcos, com um peso total de até 3.000 toneladas, a 113 metros.

Idealizada ainda pelo líder comunista Mao Zedong durante a década de 1950 para acabar com o défice energético de Xangai e do delta do rio Yangtze, a barragem das Três Gargantas começou a ser construída em 1993. As obras foram concluídas 17 anos depois.

Em 2015, a central hidroelétrica daquela barragem tornou-se a maior geradora de eletricidade do planeta, superando a de Itaipú, que é partilhada pelo Brasil e Paraguai.

A CTG, uma empresa estatal diretamente tutelada pelo Governo central chinês, tornou-se o maior acionista da EDP em 2012, após pagar 2,7 mil milhões de euros por 21,35% do capital da elétrica portuguesa.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras