sicnot

Perfil

Mundo

George Bush "vai votar" em Hillary Clinton

Reuters

George Bush vai votar em Hillary Clinton nas presidenciais de novembro. É, pelo menos, o que diz a filha mais velha de filha de Robert.F. Kennedy, após um encontro com o ex-Presidente dos Estados Unidos.

Kathleen Kennedy Townsend,a filha mais velha de Robert F. Kennedy, afirma num comentário publicado esta segunda-feira no Facebook que George Bush lhe disse que planeia votar em Hillary Clinton.

Numa entrevista telefónica ao site politico.com, Townsend conta que se encontrou com o ex-Presidente no Maine, no qual ele terá ssumido a sua preferência pela candidata democrata.

"Foi o que ele disse", declarou ao Politico.

Questionado sobre a declaração de Townsend, o porta-voz de Bush afirmou:

"O voto que o ex-Presidente Bush dará enquanto cidadão em cerca de 50 dias será isso mesmo: um voto confidencial feito daqui a 50 dias. Ele não comenta a corrida presidencial até lá".

George Bush e Barbara Bush têm-se mantido fora do debate sobre a campanha presidencial, sobretudo desde que o seu filho Jeff Bush saiu da corrida.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.