sicnot

Perfil

Mundo

Presidente iraniano encontra-se com Fidel e Raul Castro

Presidente iraniano encontra-se com Fidel e Raul Castro

O presidente do Irão encontrou-se com os irmãos Castro na primeira visita oficial a Havana, em Cuba. Hassan Rohani deslocou-se a casa do líder da revolução cubana, Fidel Castro, de 90 anos, com quem conversou durante algumas horas.

Durante a sua breve visita, Rohani reuniu-se com o líder da revolução cubana, Fidel Castro, de 90 anos e afastado do poder desde 2006, com quem teve um "fraternal intercâmbio" na sua casa, segundo indicaram os meios de comunicação oficiais da ilha.

"O distinto visitante expressou a sua satisfação por visitar Cuba e deixou clara a sua admiração pela luta, pelas conquistas e pela ajuda desinteressada a outros povos", indica a nota oficial do encontro com Fidel Castro, que foi visto pela última vez em público a 13 de agosto, por ocasião dos seus 90 anos.

O Presidente iraniano deslocou-se depois ao Palácio da Revolução para um encontro formal com Raúl Castro, com quem teve uma reunião privada de quase duas horas, em que os dois falaram sobre "o bom estado das relações" entre os seus países e sublinharam a vontade de "continuar a desenvolver vínculos de colaboração", segundo a nota oficial do encontro.

Rohani chegou na manhã de segunda-feira a Havana, acompanhado de vários ministros, incluindo os titulares das pastas da Saúde, Indústria e Minas, Ciência e Tecnologia e Negócios Estrangeiros.

Os ministros da Saúde dos dois países assinaram um memorando de entendimento para a cooperação nos campos da saúde, investigação, educação, medicamentos e tecnologia médica.

A aproximação entre o Irão e Cuba acontece numa altura em que os dois países beneficiam do levantamento de algumas sanções económicas impostas pelos Estados Unidos.

Depois de Rohani, Cuba receberá a visita do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, naquela que será a primeira deslocação de um chefe de Governo nipónico ao país comunista.

No final desta semana viaja também para Cuba o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang.

Com Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.