sicnot

Perfil

Mundo

Presidente iraniano encontra-se com Fidel e Raul Castro

Presidente iraniano encontra-se com Fidel e Raul Castro

O presidente do Irão encontrou-se com os irmãos Castro na primeira visita oficial a Havana, em Cuba. Hassan Rohani deslocou-se a casa do líder da revolução cubana, Fidel Castro, de 90 anos, com quem conversou durante algumas horas.

Durante a sua breve visita, Rohani reuniu-se com o líder da revolução cubana, Fidel Castro, de 90 anos e afastado do poder desde 2006, com quem teve um "fraternal intercâmbio" na sua casa, segundo indicaram os meios de comunicação oficiais da ilha.

"O distinto visitante expressou a sua satisfação por visitar Cuba e deixou clara a sua admiração pela luta, pelas conquistas e pela ajuda desinteressada a outros povos", indica a nota oficial do encontro com Fidel Castro, que foi visto pela última vez em público a 13 de agosto, por ocasião dos seus 90 anos.

O Presidente iraniano deslocou-se depois ao Palácio da Revolução para um encontro formal com Raúl Castro, com quem teve uma reunião privada de quase duas horas, em que os dois falaram sobre "o bom estado das relações" entre os seus países e sublinharam a vontade de "continuar a desenvolver vínculos de colaboração", segundo a nota oficial do encontro.

Rohani chegou na manhã de segunda-feira a Havana, acompanhado de vários ministros, incluindo os titulares das pastas da Saúde, Indústria e Minas, Ciência e Tecnologia e Negócios Estrangeiros.

Os ministros da Saúde dos dois países assinaram um memorando de entendimento para a cooperação nos campos da saúde, investigação, educação, medicamentos e tecnologia médica.

A aproximação entre o Irão e Cuba acontece numa altura em que os dois países beneficiam do levantamento de algumas sanções económicas impostas pelos Estados Unidos.

Depois de Rohani, Cuba receberá a visita do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, naquela que será a primeira deslocação de um chefe de Governo nipónico ao país comunista.

No final desta semana viaja também para Cuba o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang.

Com Lusa

  • Mais de 1600 ações de fiscalizações a IPSS em dois anos
    1:05

    Expresso da Meia Noite

    Nos últimos dois anos, o Estado efetuou mais de 1600 ações de fiscalização a Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) das quais resultaram mais de 70 destituições e 80 participações ao Ministério Público (MP). Os números foram avançados pela secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, no programa Expresso da Meia-noite, na SIC Notícias.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33