sicnot

Perfil

Mundo

Pergaminho do Antigo Testamento digitalizado desembrulhado pela primeira vez

Um extremamente frágil e antigo pergaminho hebreu foi digitalizado e desembrulhado pela primeira vez, revelando a mais antiga cópia já encontrada de uma escritura da Bíblia do Antigo Testamento, anunciaram investigadores esta quarta-feira.

Conhecido como o pergaminho Ein Gedi, incluem textos do Livro de Levítico e datas de pelo menos até o III ou IV século, possivelmente mais cedo, segundo o relatório publicado na revista Science Advances.

De acordo com a revista, decifrar o seu conteúdo será uma "descoberta significativa da arqueologia bíblica".

O pergaminho não é o mais antigo já encontrado. O mais antigo pertence aos Manuscritos do Mar Morto, que vão desde o século III Antes de Cristo até ao século II, adianta a revista.

Análises de radiocarbono revelaram que o livro Ein Gedi data do III ou IV século.

Alguns especialistas pensam que poderá ser mais velho, devido ao estilo de escrita e à forma como as letras estão desenhadas.

Os investigadores pensavam que o pergaminho estava perdido, porque foi queimado no século VI e era impossível tocar-lhe sem se dissolver em cinza.

O pergaminho foi encontrado por arqueólogo em 1970 em Ein Gedi, local de uma antiga comunidade judaica, e os seus fragmentos foram preservados pela Autoridade das Antiguidades de Israel durante décadas.

Os investigadores utilizaram avançadas ferramentas de digitalização para "virtualmente desembrulhar" o pergaminho e ver o seu conteúdo.

O pergaminho é o mais antigo livro do Pentateuco -- relacionado com os primeiros cinco livros das escrituras judaicas ou cristãs -- já encontrados.

Lusa

  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Jogo entre FC Porto e Mónaco, reencontro de jogadores e técnicos
    1:18
  • Explosão do vulcão Agung é certa, mas é impossível saber quando
    1:24