sicnot

Perfil

Mundo

Bombardeamentos russos e sírios fazem pelo menos 25 mortos em Alepo

Pelo menos 25 civis morreram em raides aéreos russos e sírios na zona oriental da cidade de Alepo, controlada pelos rebeldes, no segundo dia de intensos ataques governamentais, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Teme-se que o número de vítimas aumente porque há pessoas presas nos escombros, acrescentou o observatório, sediado em Londres.

Os ataques ocorreram pela segunda noite, depois de Damasco anunciar, ao final do dia de quinta-feira, uma operação para recuperar o controlo de toda a cidade, atualmente dividida entre o governo e os rebeldes.

Bustan al-Qasr fica na linha que divide a zona ocidental, controlada por Damasco, e a zona oriental de Alepo, controlada pelos rebeldes.

Entre os mortos estão sete pessoas mortas quando faziam fila para comprar iogurte num mercado no bairro de Bustan al-Qasr, acrescentou o grupo sediado em Londres.

Na sexta-feira, 47 pessoas morreram em bombardeamentos intensos, entre as quais sete crianças, diz o Observatório.

Os raides destruíram vários bairros, incluindo Al-Kalasseh e Bustan al-Qasr, onde algumas ruas foram quase apagadas pelas bombas.

Habitantes e ativistas descreveram o uso de mísseis que produzem tremores semelhantes a sismos e destroem edifícios até ao nível da cave, onde muitos residentes procuram proteção durante os ataques.

O observatório diz que já só há dois carros de bombeiros na cidade e estes, assim como as ambulâncias, têm dificuldades em circular pela cidade.

Sem eletricidade ou combustível para os geradores, a cidade está às escuras e é difícil circular à noite, além de que os escombros impedem a passagem em muitas ruas, havendo alguns bairros que estão intransitáveis.

Os cerca de 250 mil habitantes do leste de Alepo têm estado em circunstâncias semelhantes a um cerco desde que o governo bloqueou os acessos em meados de julho.

Uma trégua negociada entre Washington e Moscovo permitiu no início do mês alguns dias de pausa na violência, mas não chegou para que a ajuda humanitária alcançasse o objetivo.

Entretanto, o cessar-fogo foi quebrado e na quinta-feira o exército sírio anunciou a operação para recuperar Alepo.

Lusa

  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..