sicnot

Perfil

Mundo

Levantado recolher obrigatório em Charlotte, EUA

As autoridades de Charlotte, nos Estados Unidos da América, levantaram no domingo o recolher obrigatório decretado na sequência de violentas manifestações naquela cidade do estado da Carolina do Norte desencadeadas pela morte de um afroamericano às mãos da polícia.

O anúncio produz efeitos imediatos, pelo que à meia-noite (5:00 em Lisboa) a medida de recolher obrigatório não entrará em vigor, como ocorria desde a passada sexta-feira.

"A presidente da câmara [Jennifer] Roberts continua a instar a comunidade a reconciliar-se e a demonstrar a sua unidade de uma forma legal e pacífica", refere um comunicado oficial em que se anuncia o fim do recolher obrigatório.

Apesar do recolher obrigatório, centenas de pessoas mantiveram os protestos nas ruas nos últimos dias para lá da meia-noite, embora não se tenham repetido distúrbios e confrontos com a polícia como nos primeiros dias.

O centro de Charlotte é palco desde terça-feira de protestos por causa da morte de Keith Lamont Scott, um afroamericano de 43 anos atingido mortalmente pela polícia.

As autoridades divulgaram os vídeos das câmaras dos agentes envolvidos, em que se vê Scott a ser abatido, mas as imagens não permitem esclarecer se o homem estava armado, como argumenta a polícia.

Os familiares da vítima negam que Scott estivesse armado.

A divulgação dos vídeos era uma das principais reivindicações dos manifestantes.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".