sicnot

Perfil

Mundo

Maioria dos eleitores colombianos vão votar "sim" pelo acordo de paz

O "sim" ao acordo de paz assinado segunda-feira entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e o Governo colombiano lidera a intenção de voto no referendo que o país vai realizar domingo, segundo duas sondagens divulgadas esta terça-feira.

As sondagens, as últimas antes do referendo para aprovar ou rejeitar o acordo de paz, dão a maioria ao "sim" com a intenção de voto a variar entre 55 e 66%.

Segundo a pesquisa do instituto Datexco, publicada pelo jornal El Tiempo e da Rádio W, 55% dos colombianos vão votar 55% e 36% vão votar "não", contra 4,7% de indecisos e de 3,7 que não se pronunciam.

A sondagem foi realizada ao telefone entre 24 e 26 de setembro junto de 2.100 eleitores, com uma margem de erro de 2,13%.

Uma segunda sondagem realizada entre 21 e 25 de setembro pelo instituto Ipsos Napoleon Franco e divulgada pela rádio RCN e pela revista Semana, 66% das pessoas questionadas pronunciaram-se a favor do "sim" e 34% a favor do "não".

O referendo de 02 de outubro é um mecanismo não vinculativo, mas que o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, defende que serve para dar uma maior legitimidade à paz.

Lusa

  • Presidente da Colômbia anuncia cessar fogo com as FARC
    0:34

    Mundo

    O Presidente da Colômbia anunciou, esta quinta-feira, um cessar-fogo definitivo com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Juan Manuel Santos fez esta declaração um dia depois do anúncio de um acordo de paz entre o Governo e as FARC, que põe fim a mais de 50 anos de conflito civil.

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.