sicnot

Perfil

Mundo

Australiano mordido duas vezes no pénis por aranha

© TIM WIMBORNE / Reuters

Um australiano de 21 anos foi mordido no pénis, pela segunda vez, por uma aranha venenosa.

O homem estava a usar uma casa de banho portátil, numa obra no centro de Sidney, quando foi vítima do mesmo incidente de há cinco meses: uma aranha mordeu-o no pénis.

"Sou a pessoa menos sortuda do país, neste momento", confessou à BBC.

"Estava sentado na retrete a fazer o que tinha de fazer e senti a picada que tinha sentido da primeira vez. Pensei: 'isto não mes está a acontecer outra vez!' Olhei para baixo e vi algumas patinhas pequenas a sair do rebordo", contou.

Depois do primeiro incidente, o homem - que preferiu não revelar o nome - assume ter ficado receoso de usar as casas de banho portáteis.

"Como a casas de banho tinha sido limpa, achei que era a minha oportunidade de a usar. Olhei para baixo e depois sentei-me. A seguir, comecei a dobrar-me com dores", diz.

Um dos colegas levou-o de imediato para o Hospital de Blacktown, onde foi tratado.

A aranha em causa é a aranha "redback" (de costas vermelhas), parente da viúva negra. A sua mordedura causa dores agudas, suores e naúseas.

Em 1956, foi desenvolvido o antídoto para o seu veneno.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras