sicnot

Perfil

Mundo

Governo desconhece vítimas portuguesas em acidente de comboio em Nova Jérsia

Twitter User @Cephster via AP

O Governo português desconhece, até ao momento, se há portugueses envolvidos no acidente de comboio que ocorreu hoje em Nova Jérsia, nos Estados Unidos, mas mantém-se "a acompanhar a situação, através dos serviços consulares".

A informação foi hoje adiantada aos jornalistas pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

"De acordo com as nossas responsabilidades, acompanhamos, com os nossos serviços consulares, a dimensão do acidente e para verificar se há ou não portugueses", disse o governante, que lamentou os acontecimentos.

José Luís Carneiro adiantou que as autoridades portuguesas darão "informação pública" à medida que existam novos dados sobre o sucedido.

Um acidente de comboio em Hoboken, nos arredores de Nova Iorque, provocou hoje, segundo a imprensa local, mais de 100 feridos.

As primeiras imagens divulgadas mostram uma parte do comboio sobre a plataforma na estação de Hoboken, em Nova Jérsia. De acordo com as cadeias de televisão ABC e CNN, há mais de 100 feridos.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.